"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha
de ser honesto".

(Rui Barbosa)


terça-feira, 30 de março de 2010

De viagem

Amigos, amigas, leitores em geral. Por conta da viagem que estarei fazendo amanhã, à Carolina, Maranhão, na casa dos meus pais, não haverá postagens amanhã.

A partir dessa data estarei fazendo algumas postagens, relatando minhas andanças e co mentando algumas intervenções que farei nos blogs parceiros.

Por enquanto é só, um beijo, um abraço, um aperto de mão.

Até a volta.

Paralização do Sintepp


Em entrevista ao blog, o coordenador de comunicação do Sindicatro dos Trabalhadores em Educação do Pará, sub-seção Parauapebas (Sintepp), o professor Carlos Eduardo afirmou que a categoria pára amanhã, 31. A paralização envolve os profissionais da educação da rede estadual e tem com objetivo a conquista do Plano de Carreiras e Cargos Remunerados (PCCR) unificado no Estado.

Carlos Educardo dise que a data para paralização foi definida pela direção estadual, entretanto, há outras reivindicações na pauta, como o reajuste salarial dos professores do município, uma vez que a data-base está se aproximando.

Alunos se manifestam por processo seletivo da UEPA

Professor Pedro Jaques e a vereador Percília, autora do requerimento
Aluna Dayane Fernandes e Welton Batista


Cerca de 350 alunos da rede pública estadual lotaram as dependências da Câmara, hoje a tarde. O objetivo foi acompanhar a votação do requerimento da vereadora Percília Rosa (PRTB), que solicitava o envio de Ofício para a secretaria de Educação do Estado, requerendo a realização das provas do PRISE e do PROSEL, da Universidade Estadual do Pará (UEPA), em Parauapebas. Atualmente essas provas são realizadas em Marabá e milhares de alunos deixam de participar do processo seletivo por causa do deslocamento e das despesas com hospedagem na cidade vizinha.

No requerimento da vereadora, foi enfatizado o incómodo do deslocamento, bem como a pequena quantidade de alunos que vão à Marabá para tentar uma vaga na faculdade. Atualmente cerca de 10 mil alunos cursam o ensino médio em Parauapebas, mas apenas uma pequena quantidade desse universo ( cerca de 300) participa do PRISE e do PROSEL, " apebas 2,5% participam dos processos seletivos da Universidade Estadual do Pará (UEPA), o que é um número irrisório", disse o professor de Geografia Pedro Jaques, da escola Marluce Massariol. O educador fala das dificuldade na cidade vizinha todos os anos, "começa com o deslocamento e dos cuidados que se tem em Marabá, mas há despesas com alimentação e estadia, já que os alunos necessitam sair no dia anterior.

Requerimento aprovado - Depois da discussão, o requerimento foi aprovado por unanimidade, o que arrancou muitos aplausos dos alunos. Para a aluna Daiane Fernandes, da aluna do terceiro ano do ensimo médio, da escola Euclydes Figueiredo, o ideal seria um pólo da UEPA em Parauapebas, "mas não é possível que os alunos tenham que se deslocar para Marabá, gastar e se desgastar com o deslocamento e participar em desvantagem com os alunos locais. Precisamos de apoio para que o PRISE aconteca em Parauapebas", disse.

Welton Batista, da escola Marluce Massariol lamentou que outras escolas não tenham liberado os alunos para se manifestarem na Câmara, 'graças a Deus a nossa escola teve eleição direta e por isso a direção apoiou". No decorrer da sessão, o blog recebeu a informação de que outras escolas, inclusive a Euclydes Figueiredo, na Cidade Nova teria inibido os alunos a participarem da manifestação.

Pedro Jaques disse que no primeiro momento é trazer os processos seletivos para Parauapebas, mas, a médio e longo prazo a reivindicação é a vinda d e um pólo da UEPA para Parauapebas.

Odilon vai convocar Cabral

Continua repercutindo a defesa do vereador Faisal Salmen, contra o aumento abusivo da tarifa da água. É aquela coisa, pode até não gostar do vereador, afinal, os muitos anos de estrada política costumam fomentar rejeições, entretanto, não há como negarque atualmente ele é a voz mais audível e atuante do Legislativo, se colocando sempre ao lado dos intersses populares, contra os desmandos de um governo que nem bem iniciou o segundo ano do segundo mandato, já dá mostra que vive um clima de final de feira, aliás, com diria o confrade Leo Mednes, "de terra arrasada", naquela de "quem sair por último apague a luz".

Voltando ao tema, a luta contra o aumento ganhou mais um aliado. Está previsto para a sessão de hoje o requerimento do vereador Odilon Rocha de Sanção (PMDB), convocando o gestor da SAAEP, Edvando Cabral para prestar esclarecimentos no Legislativo sobre o assunto.

Algo me diz que Cabral pode até tentar, mas não vai conseguir converncer ninguém. Tem certas coisas que se explica mas não se justifica.

Lula não perdoa. Se for preciso, mata

Somente Ciro pode dizer em que momento descobriu que estava sendo feito de trouxa.

Em meados do ano passado, com base em pesquisas de intenção de voto encomendadas pelo PSB, Ciro imaginou que poderia ser candidato à sucessão de Lula.

As pesquisas lhe davam bons índices de voto. E mostravam que, uma vez Ciro fora do páreo, a maioria dos votos dele migrava para José Serra (PSDB).
Nada mais razoável, pois, que fosse candidato para vencer, se possível, ou para ajudar Dilma Rousseff a vencer.

Para isso precisava que Lula lhe desse uma mão. Não só concordasse com sua candidatura, como lhe cedesse o apoio de alguns pequenos partidos comprometidos com a candidatura de Dilma.
O apoio de partidos aumentaria o tempo de propaganda eleitoral de Ciro no rádio e na televisão. O tempo do PSB não seria suficiente.

Lula cozinhou Ciro em fogo brando. Passou meses repetindo que jamais lhe pediria para deixar de ser candidato. Prometeu encaixá-lo, junto com Dilma, nas viagens oficiais pelo interior do país.
Levou Ciro para visitar o projeto de transposição das águas do Rio São Francisco. E foi só.
Mais tarde inventou aquela história sem pé nem cabeça de Ciro ser candidato ao governo de São Paulo. Pediu e obteve dele a transferência para São Paulo do seu domicílio eleitoral.
Por fim largou-o de mão.

Apoio de pequenos partidos? Esqueça.

Foi quando Ciro começou a disparar contra a aliança PMDB-PT. E, de leve, contra Dilma.
Então Lula decidiu matar de vez a candidatura Ciro.

Em conversa com o governador de Pernambuco Eduardo Campos, presidente do PSB, queixou-se de Ciro. Disse que ele ultrapassara os limites permitidos para críticas. E ordenou ao seu modo: livre-se dele.

É o que Eduardo está pronto para fazer.
A próxima eleição presidencial deve ter um turno só, deseja Lula. Para perder ou ganhar com Dilma.
(do Blog do Ricardo Nobrat)

PTB na berlinda

Além do PDT, outro partido está na berlinda. Trata-se do PTB, do vereador Antônio Massud. O que se comenta no âmbito da prefeitura é que o PTB tem que apoiar os candidatos do governo. ou é isso ou a porta da rua é serventia da casa. Com a saída do partido do governo, um monte de empregos de correligionáris do vereador iriam para o espaço.

Resta saber quem são os candidatos do governo. Wanterlor? Milton? Eusébio? ou nenhum dos três? Talvez o candidato do governo atenda pelo nome de... Bel, isso mesmo, Bel Mesquita. Seria um reencontro, afinal, em 2004, Massud e Bel estiveram no mesmo palanque.

Wanterlor volta a carga

O ex-vereador e blogueiro Wanterlor Bandeira não é de ficar quieto na trincheira. Com ele, bateu levou. Olha só o que ele respondeu a um anônimo que andou comentando.

"Meu Caro Anônimo das 15:46.Desafio-te a apresentar as provas, tenha toda liberdade para isso. Apresente pelo menos um desvio de conduta minha. O pior dessa coisa toda é que quem realmente foi pego com a mão na botija vai sair ileso. Pode até ser promovido.

Quando afirmei que o Senhor Luiz “das telhas” Vieira é ladrão é por quer tenho provas disso e o processo já está no Ministério Público. Mostre a cara é venha para o debate, não se acovarda.Outra coisa, o único parente que tenho aqui e que vota e uma irmã. Portanto tu não conheces minha vida e nem minha família.

Só para abrir um pouco a tua mente mesquinha: Tudo que tenho nãio se resume a quatro anos de mandatos, resume a 25 anos de trabalho. No mandato não ordenei despesas e tão pouco movimentei recursos financeiros. Tinha sim um bom salário, iguais a todos que passam pelos mandatos. Não fiz farra, não queimei dinheiro e não cometi exageros.

Meu Caro Anônimo das 15:46.Desafio-te a apresentar as provas, tenha toda liberdade para isso. Apresente pelo menos um desvio de conduta minha. O pior dessa coisa toda é que quem realmente foi pego com a mão na botija vai sair ileso. Pode até ser promovido. Quando afirmei que o Senhor Luiz “das telhas” Vieira é ladrão é por quer tenho provas disso e o processo já está no Ministério Público. Mostre a cara é venha para o debate, não se acovarda.Outra coisa, o único parente que tenho aqui e que vota e uma irmã. Portanto tu não conheces minha vida e nem minha família.Só para abrir um pouco a tua mente mesquinha: Tudo que tenho nãio se resume a quatro anos de mandatos, resume a 25 anos de trabalho. No mandato não ordenei despesas e tão pouco movimentei recursos financeiros.

Tinha sim um bom salário, iguais a todos que passam pelos mandatos. Não fiz farra, não queimei dinheiro e não cometi exageros. Agora deixe de ser invejoso e vai trabalhar quem sabe assim tu tenhas uma vida mais prazerosa..

Agora deixe de ser invejoso e vai trabalhar quem sabe assim tu tenhas uma vida mais prazerosa".

Nota do blogger: o coentário do anônimo não virou postagem porque o comentário era muito forte´para publicar s em assinatura. ou identificação.

segunda-feira, 29 de março de 2010

PDT de saída

Informações confiáveis dão conta que o prefeito Darci só está esperando o PDT anunciar as futuras candidaturas de JB para federal e Valmir da Integral para estadual para pedir os cargos que o partido tem na administração municipal.

Os cargos de Evaldo Benevides, na secretaria de Saúde e Francisco Xavier Falcão, no DMTT estariam por um fio.

Feito boi manso, o PDT não se precipita e está sperando a movimentação do governo.

Ninguém esquece as telhas

A noite, no boteco do Baixinho, aresenha foi sobre o caso das telhas, que ainda repercute. Só se referiam ao secretário de Administração, como "Luiz das telhas".

Artilharia pesada no encontro do PT

O Encontro Municipal do PT, realizado no domingo era para ser interno, uma vez que já se previa uma verdadeira lavanderia entre as mais diversas tendências que se enfrentam o tempo todo. Bom, como dissemos anteriormente, era. porque no final da tarde, tudo que se tratou no Ceup vazou mais rápido do que o Titanic.

O clima esteve realmente quente e intervenções como a do Chiquinho do PT, que na sua fala perguntou pelo "infeliz do prefeito" marcaram o evento.

A discussão mais acalorada ficou por co nta do ex-vereador Wanterlor Bandeira e do ataul secretário de Administração, Luiz Vieira.

Fiel ao seu estilo de ser direito, aquela coisa de "afundo, mas afundo atirando", Vieira foi pra cima do ex-vereador e aventou a idéia de que a terra do vereador teria origem irregular. Wanterlor comprou a briga na hora e mandou Viera o denunciar e afirmou que tinha prova de que Darci recebera doação do ex-secretário de Finanças, Welney Lopes de Carvalho (uma bagatela de R$ 300 mil), "diga prefeito, que eu estou mentido", desafiou bandeira. Wanterlor ainda falou de um propinoduto de R$ 800 mil referente aos loteamentos recentes.

Vieira ainda teve que ouvir a respeito do episódio das telhas que inclusive a denúncia já está na justiça.

Como se vê, o que não faltou foi artilharia pesada no encontro do PT.

Encontro do PT - nada além de debates



Clima pra lá de quente, acusações, lavagem de roupa suja e para variar, nada resolvido. Esse foi o retrato do Encontro Municipal do Partido dos Trabalhadores, ocorrido no domingo, 28 no auditório do Ceup.
Estiveram presentes o prefeito Darci Lermen, secretários municipais e filiados, que entre outros temas debateram a conjuntura de alianças para 2010 e os projetos do PT local.
O desgaste verificado no governo municipal, com falta de água, falta de obras e serviços e a questão ética, com comentários na cidade de enriquecimento súbito de seus principais assessores e secretários foram colocados na pauta e provocaram debates acalorados, principalmente entre o secretário de Administração, Luíz Vieira, o ex-vereador Wanterlor Bandeira e o ex-candidato a presidência da legenda, Francisco das Chagas, o “Chiquinho do PT”.
A aliança com o PMDB foi rejeitada pelo partido. Depois da re união, uma das principais lideranças afirmou que a aliança em Parauapebas era impraticável porque os partidos em questão tinham projetos políticos diferentes e antagônicos.
Por seu turno Darci deixou claro que não abria mão da presença do atual secretário de Obras, João Fontana no governo, “ prefiro abrir mão do governo e renunciar”, Na ocasião, o prefeito disse que o governo municipal estava entrando numa nova fase de realizações. Obras como o hospital e a orla seriam retomadas.
No final da tarde, a plenária decidiu que uma nova reunião seria realizada nos próximos 20 dias para debater a questão da aliança com o PMDB. Ou seja, o PT se reuniu o dia todo, discutiu exaustivamente e no final não decidiu nada. Coisas do PT.

Por falar em Mário Quintana

Veja comentário anônimo sobre Mário Quintana. A propósito, um de seus poemas abrilhantou o nosso momento cultural de todos os domingos.

"É de Mário Quintana a verdade mais absoluta que eu já ouvi: A BURRICE É INVENCÍVEL! Pra tudo tem conserto, mas pra BURRICE não tem. Fica a dica para o PT local e essa vergonha que é a administração municipal. E para tantos que pensam que estão abafando nessa cidade, mas são extramemente burros. Eu falo de BURRICE com as coisas da vida, e não de ignorância, porque até ignorância tem conserto, basta estudar. Se bem que agora fiquei na dúvida, porque a EDUCAÇÃO em Parauapebas também é lamentável. Nada como um dia após o outro. Não tem como cair o REI e os bobos da corte não sofrerem com a queda".

domingo, 28 de março de 2010

Lula tem 76% de aprovação

Avaliação é a melhor de um presidente desde 1990; só 4% veem governo ruim ou péssimo
Apesar do resultado positivo, José Serra, candidato da oposição, abriu vantagem de 4 para 9 pontos sobre Dilma, nome do PT para a sucessão

A nove meses de deixar o cargo e em campanha aberta para eleger a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) sua sucessora, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva atingiu no final de março a sua melhor avaliação desde que assumiu a Presidência, em janeiro de 2003: 76% da população consideram seu governo ótimo ou bom.

O recorde na avaliação positiva para um presidente no Brasil desde que o Datafolha iniciou esses levantamentos, em 1990, aparece como contraponto a um aumento para nove pontos na vantagem entre o candidato à Presidência da oposição, José Serra, e Dilma.

Esta foi a terceira pesquisa consecutiva, agora realizada entre 25 e 26 de março, em que o Datafolha registrou oscilação positiva nos índices de ótimo e bom concedidos pela população ao presidente Lula.

Ao longo dos últimos sete anos, os resultados positivos na avaliação do presidente vêm coincidindo, ano a ano, com a melhora nos indicadores econômicos e sociais do país.
Mesmo entre os mais escolarizados e ricos, que no início do governo tinham grandes doses de prevenção contra o governo Lula, a popularidade do presidente avançou.

Só entre agosto de 2009 e agora, a avaliação positiva de Lula saltou nove pontos, de 67% para os 76% atuais.
(Blog do Noblat)

Momento Cultura - Mário Quintana


Mário Quintana nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 1906. Filho de Celso Quintan e Virgínia Quintana.

Em 1929, começa a trabalhar em jornal. O ano de 1934 marca a primeira publicação de uma tradução de sua autoria: Palavras e Sangue, de Giovanni Papini. Começa a traduzir para a Editora Globo obras de diversos escritores estrangeiros: Fred Marsyat, Charles Morgan, Rosamond Lehman, Lin Yutang, Proust, Voltaire, Virginia Woolf, Papini, Maupassant, dentre outros. O poeta deu uma imensa colaboração para que obras como o denso Em Busca do Tempo Perdido, do francês Marcel Proust, fossem lidas pelos brasileiros que não dominavam a língua francesa.Retorna à Livraria do Globo, onde trabalha sob a direção de Érico Veríssimo, em 1936.Em 1939, Monteiro Lobato lê doze quartetos de Quintana na revista lbirapuitan, de Alegrete, e escreve-lhe encomendando um livro. Com o título Espelho Mágico o livro vem a ser publicado em 1951, pela Editora Globo.A primeira edição de seu livro A Rua dos Cataventos, é lançada em 1940 pela Editora Globo. Obtém ótima repercussão e seus sonetos passam a figurar em livros escolares e antologias.


Depois de uma intensa atividade literária, Em 1978 falece, aos 83 anos,

[Quem Sabe um Dia]
Mário Quintana



Quem sabe um dia
Quem sabe um seremos
Quem sabe um viveremos
Quem sabe um morreremos!
Quem é que
Quem é macho
Quem é fêmea
Quem é humano, apenas!

Sabe amar
Sabe de mim e de si
Sabe de nós
Sabe ser um!
Um dia
Um mêsUm ano
Um(a) vida!
Sentir primeiro, pensar depois
Perdoar primeiro, julgar depois
Amar primeiro, educar depois
Esquecer primeiro, aprender depois
Libertar primeiro, ensinar depois
Alimentar primeiro, cantar depois
Possuir primeiro, contemplar depois
Agir primeiro, julgar depois
Navegar primeiro, aportar depois
Viver primeiro, morrer depois.

Camila Pajeu



O blog errou grosseiramente ao divulgar que Raisa Pajeu havia sido aprovada no concurso da prefeitura de Parauapebas, como auxilar administrativo. Na verdade, quem foi aprovada foi sua irmã, Camila (foto). Pela pixotada, solicitamos a Camilinha as humildes desculpas.

Toinzinho mete bronca

Mais um e-mail de Antônio Alves dos Santos, o "Toinzinho", que não perdoa e critica duranmente as práticas desonestas verificadas na política local. Dessa vez, ele vai com tudo pra cima dos outdoors do Milton Zimmer, que estavam até poucos dias atrás em toda cidade. Olha só.


"Eu ANTONIO ALVES DOS SANTOS (TONZIM) moro nesta cidade muito antes de sua emancipação, aqui era muito bom. Participei ativamente de sua da emancipação de Parauapebas, hoje vivo preocupado no tamanho do buraco que nossa cidade está caindo.

Sabemos que a receita deste município é muito grande, é uma receita que dá para suprir todas as necessidades da comunidade como SAUDE, EDUCAÇÃO, ÁGUA, SANEAMENTO BASICO. Aquilo que é básico para a comunidade, CADÊ? Por outro lado os recursos pra serem gastos com a comunidade são gastos com campanhas eleitorais de prefeito, vereador, deputados estaduais e federais e governador. Veja meus amigos, vocês que moram em parauapebas há muito tempo conhecem gente que não tem um couro para morrer em cima, mais a cidade está cheia de outdoors. Será que os recursos públicos não estão sendo torrados? Será que vamos deixar que estes deixem nossa comunidade completamente abandonada?

Nesse momento eu peço a Justiça Eleitoral, ao Ministério Publico que investiguem os nossos políticos, pois o que vemos na televisão no caso do governador Arruda, assessores, e deputados, Parauapebas é pior pois usam a máquina pública para se elegerem".

Escolas do Estado devem parar dia 31



A Assembleia geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Pará, subsecção de Parauapebas, ocorrida no sábado, 28, nas dependência da escola Cecília Meireles definiu uma paralisação no próximo dia 21. A paralisação envolve apenas os profissionais de educação da rede estadual.

Ficou definido que o dia 31 seria para reuniões de estudo na elaboração da proposta do Plano de Carreiras e Cargos e Remuneração (PCCR), que deve ser enviada á Câmara para análise e aprovação.

Três propostas foram apresentadas para a apreciação da categoria. A primeira seria a paralisação geral, o que envolveria as escolas do município e do Estado. A segunda proposta apenas a escolas do estado. Na terceira proposta não haveria paralisação, ficando a manifestação para uma outra oportunidade, entretanto, foi lembrada que o Sintepp estadual já definira que o dia 31 seria de paralisação, sendo a orientação seguida pela entidade em Parauapebas.

sábado, 27 de março de 2010

Curtíssimas

Parece uma novela mexicana, dessas que são um dramalhão sem fim. Há cerca de dois meses o PT mantém uma queda de braço com o prefeito. ### É mais ou menos assim, o partido finge que exige alguma coisa e o prefeito finge que cede algo. ### No final, tudo permanece com dantes no quartel de Abranches, ou seja, o prefeito ‘anda’ para o que o partido determina nas suas intermináveis reuniões. ### O último round dessa briga foi a cantilena de demissão de Fontana, Margalho e Coutinho. ### O prefeito não quis nem se alongar no assunto. Para Darci os três são ‘imexíveis’. O máximo que ele aceita é colocar assessores indicados pelo partido para os três. ### Em outras palavras, só se for para servir cafezinho ou carregar pasta dos super secretários. ### Na reunião, contudo, Darci finalmente revelou que o governo e o PMDB são unha e carne, mais ainda, duas almas no fiofó de um bode. ### Com todas as letras Lermen disse que queria o PMDB no governo. O PT teve que aceitar. ### Com isso, fica claro aquilo que a população só suspeitava, de que há muito tempo, Darci e Bel Mesquita do PMDB estão juntos e misturados. ### Uma corrente de lideranças de Parauapebas está se reunindo para convencer o empresário Roque Dutra a encampar uma candidatura a deputado federal. ### Roque seria um nome de consenso capaz de aglutinar várias correntes politicas que estão sem alternativas.### Deve-se dizer que Roque é um nome fácil de carregar, com grande presença no meio esportivo e no meio empresarial. ### Outro que também planeja uma candidatura a federal é Josemir Santos. Josemir foi candidato a vereador pelo PPS e teve uma votação expressiva. ### No meio evangélico, várias lideranças já declararam apoio ao moço. ### Wanterlor Bandeira deu uma prazo para que o governo municipal ente em acordo com a tendência Articulação de Esquerda (AE). ### Segundo ele, se até o dia 28 não houver consenso a candidatura a sua deputado estadual é prego batido e ponta virada. ### Outro que está se estruturando visando uma candidatura à Assembleia Legislativa é o ex-deputado Claúdio Almeida. ### Cláudio participa de um encontro estadual do PR em Marabá no dia 26 e no retorno vai arregaçar as mangas. ### Parauapebas fecha ainda com Hipólito Reis, pelo PSC e Charles II (PRB) para deputado estadual.

Assembleia do Sintepp

Hoje, a partir das 16 horas, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Parauapebas (Sintepp) realiza uma nova assembleia, na escola Cecília Meireles.

A pauta passa pela campanha salarial de 2010, cuja data-base se aproxima e o Plano de Cargos e Carreiras (PCCR). O sindicato não abre mão de participar das discussões.

A reivindicação é tão normal que não deveria nem ser discutida, entretanto, com a galera que está a frente do processo todo cuidado é pouco. O contraditório é que a maioria é composta de ex-professores e que deixou a atividade para se dar bem na prefeitura.

Só para lembrar, quase todos são ex-diretores do Sintepp.

Caveira

Os moradores da rua Caveira, nas Casas Populares I devem ter jogado pedras na cruz. Além de conviver com um nome de rua bem indigesto, ainda tem que aturar o péssimo estado de conservação da mesma, com imenso buraco de mais de meio metro de profundidade, invariavelmente tomado de água no inverno.

O problema vem se a raastando há vários anos e até agora ninguém se deu por achado. Alô pessoal vamos cuidar melhor da Caveira.

O hábito faz o monge

A velha gorda gostava de dizer que o pau que nascia torto até as cinzas eram tortas. Apesar das muitas invencionices, a velha sabia das coisas. É batata; o que começa errado dificilmente termina certo.

Lembro-me que há coisa de três anos, uma amigo petista, que por falta de autorização declino-me de citar o nome me procurou. Estava animado. Falara com o prefeito, que acabara de ser reeleito e entre um gole e outro de coca-cola com cachaça tentava me mostrar que eu estava errado na minha avaliação do governo municipal. “Você vai ver, o segundo mandato vai ser muito diferente, vai ser bem melhor. No primeiro o prefeito tinha muitos compromissos de campanha e não pôde trabalhar, o segundo mandato ele não deve nada a ninguém”.

Por uma questão de amizade, ou de falta de disposição de começar uma discussão que não levaria a absolutamente nada, não abri a boca. O camarada estava no auge do encantamento; seria chover no molhado. O meu ceticismo, entretanto, foi tomado como deboche e de repente a discussão que eu tentara evitar estava ali, diante de uma garrafa de coca-cola e um copo de cana da boa.

Diante da insistência do indigitado amigo resolvi desfiar o novelo. Disse com todas as letras que não acreditava porque ainda que tivesse sofrido uma maquiagem, a essência do governo era a mesma. O mesmo espetáculo, o mesmo cenário e as mesmas personagens. Esperar o quê de um staff composto por neguinhos e branquinhos passados na casca do alho pelo menos umas duzentas vezes? Como ensinar um camarada a andar na linha, se durante quatro longos anos ele se acostumara a farra geral da coisa pública? O tempo passou e a galera mostrou que o hábito costuma fazer o monge, sim senhor, é isso aí a tchurma deitou e rolou, no dizer do caboclo, nadou de braçada. Incrível, fantástico, extraordinário, Darci ameaçou mexer, ameaçou demitir e tirante o Milton, não saiu ninguém.

Lembram do amigo petista que ardia de fervor cívico, como se a segunda chance dada ao prefeito fosse capaz de redimi-lo? Pois é, sumiu, aliás, um dia desses o encontrei de passagem. Cansado, desesperançado e com uma enorme crise de consciência para carregar nos costados. Não pude deixar de sentir uma certa pena dele, afinal, ele é um sobrevivente, desnutrido, mas um sobrevivente, bem diferente de alguns gordinhos endienheirados. O rango para esses tem sido caprichado há cinco longos anos.

(Artigo publicado no jornal HOJE - edição 407 - Coluna do Marcel)

sexta-feira, 26 de março de 2010

Apoio envergonhado

O PT de Parauapebas (leia-se governo municipal) anda tão por baixo que até o PMDB, que o apóia no âmbito municipal anda disfarçando. É o chamado apoio envergonhado.

Comentário sobre o encontro de domingo e sobre a situação do PT

Às vésperas do Encontro municipal do PT, que ocorrerá neste domingo, no auditório do Ceupo, com acesso apenas aos filiados, um anônimo, petista, com certeza, postou um importante comentário que reproduzimos na íntegra.

Dia 28 de março ocorrerá o Encontro Municipal do PT em Parauapebas.

Será o dia D para o acerto ou desacerto total entre o prefeito DARCI e o PT, em rota de colisão fatal.

A cada dia o prefeito dá sinais que mudará de partido, não o fez ainda com receio das consequências legais que poderão advir da "infidelidade partidária".

Desde que assumiu o governo que DARCI não se entende com o PT, situação que redundou em rejeição ao seu nome nas prévias para a reeleição, fato que só foi contornado com a mediação da governadora ANA e do presidente do PT estadual, João Batista.

O PT municipal tem clareza do quadro que se avizinha, eleições 2010, e sabe da importância de estar à frente da prefeitura de Parauapebas. Não obstante, vivemos e sabemos do que ocorre na esfera política municipal, por isso afirmamos que se não ocorrer um chamamento do prefeito, um enquadramento sério do sr. DARCI, às diretrizes petistas, nosso partido será o grande derrotado nas eleições de 2010 em Parauapebas, com consequências duradouras para o PT local, sem falarmos nos prejuízos imediato à candidatura ANA e à candidatura do Dep. Paulo Rocha ao senado.

Do modo como está sendo conduzida à gestão DARCI à frente da prefeitura de Parauapebas, pasmem, é melhor o PT não está associado à tantos desmandos, será mais proveitoso se afastar definitivamente, enquanto é tempo, e estaremos mais leves e empolgados para uma campanha que bate às nossas portas.

Diante, a depender do que as conversações produzam no dia de hoje, é muito provável que no encontro municipal a EXPULSÃO do prefeito DARCI dos quadros do PT, esteja em pauta e pelo jeito, será algo inevitável.

Nunca o prefeito DARCI debateu qualquer projeto ou programa com o PT, até pq esses não existem, o prefeito faz o que vem à sua singular vontade, sem qualquer medida. Não respeita, e o pior, debocha acintosamente das instâncias partidárias, basta ver as reuniões que marcou com o presidente estadual do PT e não compareceu a nenhuma delas, se trata assim o presidente da estadual, imaginem o tratamento dispensado ao PT municipal. O pote já transbordou faz é tempo! Não dá mais pra segurar.

Hoje, não temos dúvida que tanto para disputar as eleições de 2010, quanto para reposicionar o PT local para 2012, a expulsão de DARCI é a melhor solução.

Sabemos de vossa luta e de vossa postura partidária e esperamos que apoiem o que for definido no Encontro.

Nota do blogger: às vezes é preciso perder para ganhar. Na falta de exemplo, que o PT de Parauapebas se espelhe no PT de Canaã dos Carajás, que expulsou um prefeito desastrado (Ribita). Talvez houvesse a necessidade de se fazer a mesma coisa, mas, aí é preciso tutano.

quinta-feira, 25 de março de 2010

MIl reaisinhos

Na quarta-feira os prorietários de carros-pipas que abastecem a periferia de cidade de água estiveram reunidos na prefeitura. Segundo informações, eram seis. Todos ocom cinco ou seis meses sem receber, pendurando combustível e peças de reposição no mercado local.

Depois de um puxa-encolhe dos diabos sabe quanto cada um recebeu? Acertou que chutou R$ disse R$ 1.000,00. Pois é , R$ 1.000,00 pra cada um, com a recomendação de não gastar a toa. Para quem tinha R$ 36 mil pra receber, o que representa R$ 1.000,00? Um pouco mais do que nada.

Será que estamos anestesiados?

Wanterlor Bandeira deu a informação de que o rombo na secretaria de Finanças bate a casa dos R$ 110 milhões. Na verdade, é um pouco mais. Segundo informações, é de quase R$ 120 milhões e o que é pior, todo dia chega novas notas fiscais para posterior pagamento.

O que causa espécie é que a sociedade local está calada c omo se a tragédia fosse no quintal do vizinho. Gente é no nosso quintal!! Tem um sujeito fazendo coisas do arco da velha, virando o nosso futuro de ponta cabeça e ninguém diz nada. Até parece que estamos falando em 200 reais ou coisa parecida. Estamos falansdo em uma grana que vai inviabilizar até mesmo uma prefeitura rica como a de Parauapebas em pelo menos dois anos .

Antes da eleição de 2008, a prefeitura devia quase R$ 60 milhões e a imprensa do Estado falava nisso, hoje ninguém fala nada. Será que estamos todos anestesiados?

Fundação Integral presta serviços à população da periferia


A pequena Helen de 7 anos é o terceira, entre os filhos de dona Hélbia que receberam atendimento odontológico nas últimas duas semanas no bairro Casas Populares I, com um sorriso mais bonito e feliz. A dona de casa diz estar satisfeita com o serviço que vem sido oferecido à Comunidade daquele bairro pela Fundação Integral, em especial, pela alegria de seus filhos.
“Se não fosse esse atendimento eu nem sei como seria… Para nós que ganhamos pouco, e não temos como pagar um tratamento desses, esse trabalho é muito importante mesmo”, ressalta a mãe de Helen.

A Unidade Médico-Odontológico foi uma doação recebida pela Fundação Integral no ano passado, e faz parte do programa Saúde Solidária, desenvolvido pela instituição, apesar de já ter feito inúmeros atendimentos em diversos eventos sociais, só agora em março, foi iniciado o atendimento móvel de bairro em bairro onde mais de 300 pessoas já foram atendidas. E o primeiro bairro a ser beneficiado pelo programa é o das Casas Populares I, onde a Unidade Móvel deve ficar durante 30 dias para em seguida, começar o atendimento nos bairros do complexo Altamira, e demais bairros da cidade.

Diariamente, 20 pessoas são atendidas com serviços odontológicos diversos, entre eles: restauração, extração e limpeza. Cada família pode receber um procedimento por semana, “Esse rodízio de atendimento entre as famílias é necessário, para que possamos de uma forma democrática, atender e beneficiar um maior número de pessoas possível, entre várias famílias”, ressalta o odontólogo responsável pelos atendimentos.

Por enquanto, apenas o Cirurgião Dentista, Emerson Cipriano, atende a comunidade, mas em breve, outro profissional deve se juntar a ele “Isso em função da demanda, que é muito grande” afirma o odontólogo. Ainda nesse primeiro semestre a Fundação Integral pretende ampliar o atendimento, agora voltado para a saúde da mulher, já que a Unidade Móvel, também está inteiramente equipada com um consultório médico-ginecológico, novinho pronto para ser utilizado.

20 fichas são distribuídas diariamente de segunda a sexta-feira e o atendimento acontece das 8 às 14h. Crianças e adolescentes menores de idade devem estar acompanhadas pelos pais ou responsável. (fONTE: abcom)

quarta-feira, 24 de março de 2010

Faisal dá aula de como deve agir o parlamentar



A sessão de ontem da Câmara Municipal de Parauapebas foi bastante movimentada. Destaco aqui, entre os temas tratados pelos nobres vereadores, o alerta feito pelo vereador Faisal Salmen (PSDB) no que toca à distribuição dos royalties do petróleo previstos pelo Projeto do deputado Ibsen Pinheiro.

Segundo o vereador tucano, é preciso que a população dos municípios produtores de minério de ferro fique atenta pois, essa distribuição dos royalties do petróleo, estendida à federação, estados e municípios, pode ser inserida também para os outros produtos de recursos minerais, com o projeto que atualiza o marco regulatório para a mineração, que deve chegar em breve ao Congresso, e poderá criar o Conselho Nacional de Política Mineral.

O vereador Faisal (foto), quando desce do palanque da campanha política, esquece as picuinhas políticas e discute os interesses da população, é simplesmente brilhante. Levantar esse assunto, apesar do jargão de que não cabe ao político levar a má notícia, mostra a responsabilidade do ex-deputado para com os munícipes que o elegeram e o interesse em discutir políticas públicas voltadas à melhoria das condições de vida da população dos municípios exclusivamente envolvidos com a mineração, como é o caso de Parauapebas.

Pensar o futuro hoje é dever de quem se elege para defender o povo, por esse motivo parabenizo o nobre vereador tucano por levar para o plenário de uma simples Câmara Municipal do interior do Brasil, um tema que deveria estar sendo discutido nas mais altas cortes deste país.

Prometo pesquisar mais sobre royalties e ICMS do minério de ferro e posteriormente voltar à este importante e interessante assunto.

(Blog do Zedudu)

Tempo quente

A coisa anda mesmo quente pelos lados da secretaria de Finanças . Hoje pela manh ã havia (como sempre) um monte d e"engoveiros" por lá, mas a coisa esquentou mesmo quando o assessor de Milton, Roberval chegou para ver a questão dos contratos da turma que recebe para fazer camapanha. Ao que parece , Margalho não deu a menor previsão de pagamento e Roberval pegou os contratos e levou para o Gabinete.

Quem viu as cenas de hoje de manhã atenta que o tempo esquentou.

Três candidatos e um partido

Milton, Wanterlor e Eusébio
Depois das últimas articulações do início da semana, o que não vão faltar são canddatos do PT para deputado estadual.

Milton Zimmer é o pré-candidato com mais tempo de estrada, entretanto, não está sozinho. Um grupo de tendências mais à esquerda do partido, tendo a Articulação de Esquertda (AE) como linha de frente anunciou o ex-vereador Wanterlor Bandeira como futuro candidato. Esta semana um outro nome ganhou força. Trata-se do vereador Eusébio Rodrigues, que seria c andidato pela tendência Democracia Socialista (DS).

Esse cardápio de lideranças tem alguns "senãos". Milton se acha desprestigiado e caso se materialize acandidatura de Eisébio há uma grande possibilidade de ele arriar a mochila e desistir. Wanterlor tem a prerrogaticva e a vaga, mas se a AE se acertar com o governo municipal, pode não ser candidato. Segundo ele, a data-limite é o dia 28. se não houver acordo, sua candidatura será irreversível. Já Eusébio é aquela eterna dúvida, ao que parece, ele faz parte do time do ser ou nã ser; eis a questão. Consta que sua tendência está colocando lenha na fogueira e quer a sua candidatura de qualquer maneira.

terça-feira, 23 de março de 2010

Creches fechadas

Informações chegadas até o blog dão conta que as creches Turma da Mônica, no bairro LIberdade e Amor e Carinho, no Guanabara estão fechadas.

As duas creches foram construídas pela FVale, mas, depois de algum tempo foram repassadas para o Sesi, que é o braço social da Federação das Indústrias de São Paulo. O problema é que um parte dos funcionários foi dispensado e até o momento não houve contratação de pessoal, o que inviabiliza as atividades.

Lembrando que já estamos no final de março e o ano letivo há muito começou.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Macambúzio

Fontes confiáveis deixaram escapar no sábado á noite que o prefeito Darci Lermen teria se incomodado muito com com a situação criada na natimorta reforma do secretariado da prefeitura, na qual teve secretário que teria se rebarbado e articulado par anão sair do cargo.

A fonte disse que o prefeito anda muito macambúzio. Deve tá mesmo, mas quer saber? Ele bem que merece, afinal, nunca se impôs e deixou a prefeitura na mão desses pil... e vag...

Sem convênio

O corte do convênio da secretaria de Saúde com as clínicas e hospitais de Parauapebas tem criado uma situação difícil. Como se sabe, a demanda por tratamento de saúde é grande no município e ventilou-se a informação de que a prefeitura de Parauapebas teria deixado de pagar as clínicas e hospitais, por isso elas teriam deixado de atender pacientes do SUS.

Em conversa com o secretário de Saúde, Evaldo Benevides, o blog ficou sabendo que a história não é bem essa. O município pagava uma espécie de gratificação na ordem de 40% além da tabelea do SUS, mas as clínicas e hospitais queriam um reajuste. Evaldo Benevides diz que o município não teria condições financeiras de aumentar a contrapartida de 40 para 50 ou 55% , por exemplo.

Por conta disso, apenas um hospital está trabalhando com a prefeitura, mesmo assim com algumas especialidades, como pediatria.

domingo, 21 de março de 2010

Comentário

no final da tarde, o blog recebeu um comentário muito consistente. O cometário anônimo relata a trajetória do atual secretário da Fazenda, Hernandes Margalho.

Fala da sua atuação na questão da dívida da Vale; da sua participação (e da esposa) na construção do centro de hemodiálise, o caso da Unama no Ceup, UFM de 2010, "gato da água", a quase impugnação da candidatura do atual prefeito Darci Lermen, depois de uma desastrada ata, que teria sido confeccionada por Margalho e sua efetivação do concurso para procurador, além de outras particularidades que a gente já sabe de cor e salteado.

Gostaria de justificar a não publicação do seu comentário, não por não acreditar no seu conteúdo, mas, porque o mesmo não veio acompanhado de provas e porque veio de forma anónima, de modo que não há como se sustentar.

Determinadas coisas são como chifre: a gente sabe que é verdadeiro, mas não vê. Uma pena. Quem poderia investigar isso tudo seria o Ministério Público, ou até mesmo uma CPI na Câmara de vereadores, mas, ao que parece, os nossos nobres edis não estão muito dispostos a mexer c om isso.

Para consertar as cag...

Hernandes Margalho chegou cheio de moral na secretaria de fazenda. Segundo os comentários, o que mais se ouve por lá é a seguinte frase: "estou aqui para consertar as cag... que existiam".

Em tempo: se o secretário anterior era Milton Zimmer, as cag... eram do Milton. Para quem não sabe, Milton será candidato a deputado estadual, com apoio da prefeitura.

Pensando bem, se apoiar é dizer que o cara só fazia cag... imagna se a prefeitura não o tivesse apoiando...

Canto do Guerreiro


O momento cultura desse domingo é de Gonçalves Dias, poeta maranhense que teve como particularidade poemas que abvordavam temas indianistas. Abaico uma p equena biografia.


Gonçalves Dias (Caxias MA 1823 - Baixo dos Atins MA 1864) estudou Direito em Coimbra, Portugal, entre 1840 e 1844; lá ocorreu sua estréia literária, em 1841, com poema dedicado à coroação do Imperador D. Pedro II no Brasil. Em 1843, escreveria o famoso poema Canção do Exílio. De volta ao Brasil, foi nomeado Professor de Latim e secretário do Liceu de Niterói, e iniciou atividades no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Nos anos seguintes, aliou a intensa produção literária com o trabalho como colaborador de vários periódicos, professor do Colégio Pedro II e pesquisador do IHGB, que o levou a fazer várias viagens pelo interior do Brasil e para a Europa. Em 1846, a publicação de Primeiros Cantos o consagraria como poeta; pouco depois publicaria Segundos Cantos e Sextilhas de Frei Antão (1848) e Últimos Cantos (1851). Suas Poesias Completas seriam publicadas em 1944. Considerado o principal poeta da primeira geração do Romantismo brasileiro, Gonçalves Dias ajudou a formar, com José de Alencar, uma literatura de feição nacional, principalmente com seus poemas de temática indigenista e patriótica. O poema avaixo "Canto do Guerreiro faz parte dessa safra.





O CANTO DO GUERREIRO


Gonçalves Dias
I


Aqui na floresta
Dos ventos batida,
Façanhas de bravos
Não geram escravos,
Que estimem a vida
Sem guerra e lidar.
— Ouvi-me, Guerreiros,
— Ouvi meu cantar.


II


Valente na guerra,
Quem há, como eu sou?
Quem vibra o tacape
Com mais valentia?
Quem golpes daria
Fatais, como eu dou?
— Guerreiros, ouvi-me;
Quem há, como eu sou?


III


Quem guia nos ares
A frecha emplumada,
Ferindo uma presa,
Com tanta certeza,
Na altura arrojada onde eu a mandar?
— Guerreiros, ouvi-me,
— Ouvi meu cantar.


IV


Quem tantos imigos
Em guerras preou?
Quem canta seus feitos
Com mais energia?
Quem golpes daria
Fatais, como eu dou?
— Guerreiros, ouvi-me:
— Quem há, como eu sou?


V


Na caça ou na lide,
Quem há que me afronte?!
A onça raivosa
Meus passos conhece,
O imigo estremece,
E a ave medrosa
Se esconde no céu.
— Quem há mais valente,
— Mais destro que eu?


VI


Se as matas estrujo
Co’os sons do Boré,
Mil arcos se encurvam,
Mil setas lá voam,
Mil gritos reboam,
Mil homens de pé
Eis surgem, respondem
Aos sons do Boré!
— Quem é mais valente,
— Mais forte quem é?


VII


Lá vão pelas matas;
Não fazem ruído:
O vento gemendo
E as matas tremendo
E o triste carpido
Duma ave a cantar,
São eles — guerreiros,
Que faço avançar.


VIII


E o Piaga se ruge
No seu Maracá,
A morte lá paira
Nos ares frechados,
Os campos juncados
De mortos são já:
Mil homens viveram,
Mil homens são lá.


IX


E então se de novo
Eu toco o Boré;
Qual fonte que salta
De rocha empinada,
Que vai marulhosa,
Fremente e queixosa,
Que a raiva apagada
De todo não é,
Tal eles se escoam
Aos sons do Boré.
— Guerreiros, dizei-me,
— Tão forte quem é?

Diego comemora



No último sábado, o jornalista Diego Pajeu reuniu os amigos, colegas da das faculdades de Jornalismo, na qual se formou e História (em curso) e da imprensa para comemorar a sua aprovação em primeiro lugar, no cargo de Jornalismo, no concurso da prefeitura de Parauapebas.

Com não poderia deixar de ser, na comemoração não faltaram seus amigos da facul de Jornalismo e da turma de História, curso que ele está terminando.

Na primeira foto ele aparece com a irmã Raisa, que também foi aprovada no concurso, para Auxilar Administrativo e a "namorida" Márcia Machado, também jornalista.

Na foto seguinte, Diego, com Marcel Nogueira, Poliana, Vanessa, Márcia, Ligiane e Rosiere, uma espécie de remixe da faculdade de Jornalismo.

sábado, 20 de março de 2010

J PSDB se mobiliza

FRED, RAFAEL, LILIAN,
ALESSANDRO E ZÉ VIEIRA
Ao que parece não é só o vereador Faisal Salmen (PSDB) que está se movimentando na política local. A juventude peessedebista também está se reunindo para reativar esse importante segmento do partido.

Na sede provisória da JPSDB, localizada na Avenida JK, no Rio Verde se r espira política 24 horas por dia. Por enquanto cerca de 20 jovens analisam, planejam, enfim, vivem a política, mas se depender da vontade deles, dentro de pouco tempo serão centenas.

No último domingo a reportagem os encontrou numa reunião no Rio Verde. Primeiramente eles se familiarizam com a história do partido, que ajudou a implantar a democracia no Brasil, e teve atuação destacada na implantação do Plano Real, acabando com a inflação brasileira, que chegava muito próxima dos 100% ao mês.

Outras debates também fazem parte da pauta, dentre as quais discussão do cenário político em 2010 e as diretrizes que serão traçadas pela juventude tucana. A idéia é detectar liderança no segmento jovem para fortalecer o movimento e trabalhar lideranças para que no futuro possam se transformar em candidatos aos cargos eletivos do município.

Entre os muitos nomes da JPSDB destacam-se Frederico Lima, o ‘Fred’, José Vieira, Joana Lilian, Alessandro Santos Lima e Rafael Ribeiro. Apesar de Jovens, quase todos tem vivência no meio político, seja no campo universitário, ou na política estudantil. Rafael Ribeiro, por exemplo, já foi presidente do grêmio da escola Carlos Drummond de Andrade e hoje é candidato ao grêmio da Escola Irmã Dulce, no bairro da Paz. Rafael conta que veio para o PSDB depois de outras experiências políticas mal sucedidas, “queremos uma nova política onde a juventude tenha direito ao lazer, ao esporte e tenha vez e voz no debate. Essa é a nossa proposta”, diz.

Se preparando para ingressar na faculdade de zootecnia, Fred sonha com uma juventude mais engajada, que cobre e fiscalize. “O que se percebe é que a nossa juventude ainda é muito apolítica e aceita imposições vindas de cima para baixo, o momento é de a gente fazer a nossa própria história”, diz.

O caso de Zé Vieira é o que se pode chamar de política no sangue. Desde os primeiros anos que ele vive um ambiente eleitoral. Assim como outros amigos da juventude tucana, ele já participou de militância de outros partidos, mas agora ele só quer multiplicar a idéia.

Fazer multiplicadores também é o objetivo de Alessandro Santos. Uma oposição propositiva, apresentando alternativas para a sociedade. “Aqueles que se dizem representantes da juventude são os mesmos que se venderam no passado, ou estão bajulando quem está no poder hoje em dia e por isso não tem moral para defender os nossos interesses”, diz.

Representando o universo feminino, Lilian tem um discurso pronto. Para ela, a mulher de Parauapebas está cansada de ser excluída dos movimentos sociais da cidade, “queremos o poder para poder fazer”, diz. Como se vê, cada um tem uma história diferente, porém, todos eles têm em comum o fato de falarem a mesma língua e de terem uma desejo imenso de influenciar a política local.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Estranho fascínio

O prefeito Darci Lermen e o atual secretário de Obras, João Fontana tem muitas coisas em comum. Primeiro são lá do sul do país, gostam de chimarrão e adoram umas modinhas de viola muito fraquinhas por sinal, mas, a influência de JF junto ao prefeito extrapola tudo isso.

Comentário de gente de dentro do PT diz que não há amizade com o prefeito que resista a presença de João Fontana.

Primeiramente foi a do ex-vereador Wanterlor Bandeira, que João teria conseguido detonar; depois foi do Lindolfo Mendes que era um grande amigo de Lermen e que João teria botado pra quebrar e hoje não passa de um leve resquício do que ela (a amizade) teria sido no passado. Marcelo Catalão também teria atravessado o caminho de Fontana e teria sido pulverizado literalmente.

O último round da influência nefasta de JF junto ao prefeito foi relativa a Milton Zimmer, amigo de infância do prefeito, seminarista como ele e que agora mal se falam. As más e as boas línguas dizem que teve o dedo, aliás, a mão inteira do João no caso. Que estranho sortilégio teria João Fontana para escurecer as vistas do alcaide? Não pode ser apenas o chimarrão ou as modas de viola.

Vai cair

Ainda falando de internet, o responsável pelo provedor, Alessander Magela, em contado com este blogger avisou que recebera um comunicado da Embratel informando que às 23 horas a conexão cairia. A razão seria a manutenção da r4ede. Não se sabe quando a internet retornará.

Bom, se isso for verdade, estamos vivendo os últimos minutos de conexão.

Problemas com a net

Estamos reféns da internet. Há cerca de quatro dias não temos uma conexão confiável e isso tem prejudicado todos os segmentos da cidade, que atualmente depende dessa coisa chamada web para desenvolver quase todos as atividades comerciais, profissionais etc.

Por conta dessa deficiência o blog do Marcel tem deixado de postar com a agilidade exigida. Pedimos aos leitores as nossas desculpas.

O patrão é o povo

Um telefonema na manhã de domingo me tirou do relaxamento natural do feriado. Do outro lado da linha uma voz de mulher perguntava se aquele era o telefone do programa de TV “Boa Noite Cidade”. Tive que esclarecer que o programa havia saído do ar em agosto de 2009. Muito nervosa, a pessoa lamentou e disse que na noite de sábado, depois do show do grupo de pagode “Os Travessos” havia presenciado uma agressão de um policial militar, do grupo Tático numa menor. Segundo as informações, o policial, que em tese é pago com o dinheiro dos impostos da comunidade para protegê-la havia desferido tapas no rosto da menor.

Antes que eu pudesse dizer que era jornalista e que gostaria de saber mais sobre o episódio, ela desligou, me recomendando antes que não gostaria de ter seu nome envolvido, em outras palavras: anonimato total. Por falta de maiores detalhes dei o caso por encerrado e durante o domingo não me lembrei do assunto, entretanto, o caso teria desdobramentos.

Na segunda-feira, pela manhã, ao fazer a varredura nos sites e blogs de notícias da região me deparei com a notícia, que depois também foi veiculada no jornal O Liberal, dando conta da agressão.

O caso e sério e deve se dizer que não é a primeira vez que isso acontece. Talvez seja o momento de o coronel Eder Ribeiro aplicar uma nova reciclagem na tropa. Não é possível que pessoas incumbidas de manter a ordem, extrapole suas funções e partam para agressões contra menores, ou cidadãos decentes, como se os mesmos fossem vagabundos ou marginais.

Na verdade, o que se nota é que alguns policiais (não são todos) ainda não compraram a idéia de que são servidores públicos e como o nome já diz, servidor, vem do verbo servir; eles estão lá para servir a comunidade. Quem não se enquadra nesse perfil, deve procurar outra coisa para fazer. Fazer segurança pública não é impor o terror, daí a necessidade de se exigir um nível educacional mais apurado dos que desejam ingressar na Polícia Militar. Evidentemente que o Estado deve pagar melhor. Do jeito que está, só entram na polícia os que não têm alternativa no mercado de trabalho, ou tem segundas ou terceiras intenções.

A maioria dos policiais supõe erroneamente o que o patrão é a corporação, a instituição Polícia Militar. O conceito está errado. O patrão é a sociedade, que paga imposto e quer receber em troca proteção. A julgar pelo episódio de sábado a noite, o que ela tem recebido é agressão.

(artigo publicado no jornal HOJE, edição 406 - Coluna do Marcel)

quarta-feira, 17 de março de 2010

Sessão vazia

A sessão de ontem esteve vazia. Vazia de pauta, vazia de vereador e vazia de público. Apenas quatro abnegados vereadores. O restante não comapreceu. Alguns não deram o ar da graça porque viajaram, outros estavam doentes e teve gente que não comparaceu por vadiagem mesmo.

Partido preocupado com bebum

Tem um partido deveras preocupado com seu vereador. É que até no meio dos correligionários o camarada está pegando a fama de "bebum", "pé de cana", "cu de pinga", "seca boteco" e "pé inchado".

Dizem as más línguas que nos finais de semana e em qualquer reunião é só o moço "melar a boca" que a o caldo entorna. Por conta disso, a sua atuação na Câmara estaria "risível", "caldo de peteca", "de nada pra acabou-se", ou seja, m... pura.

Bem melhor

Ontem o blog entrou em contato com o amigo Pedro Cláudio, o "PC" que havia sofrido um mal súbito. Com satisfação registramos que o amigo se encontra bem melhor. Ele ficou de seguir para Belém para realizar exames mais detalhados.

De longe externamos os nossso votos de pronta recuperação.

Vila Albany

Lembra daquela balela de que as estradas rurais estavam um show? Chegaram a dizer que mais de 1.700 quilômetrosde estradas rurais tinham sido recuperadas. Pois é, esqueçam isso, como dissemos anteriormente, era balela. Ontem, por exemplo dezenas de moradores da Vila Albany, nas proximidades da localidade Alto Bonito fizeram uma manifestação na sede do Executivo e na Secretaria de Obras, reivindicando melhorias nas estradas rurais , que estão em petição de miséria.

Apesar dessa região, também chamada de "Contestado" pertencer ao território de Marabá, há um convênio com a prefeitura de Marabá que os dois municípios cuidariam em provê o mínimo dos serviços essenciais para a região. Com era de se esperar, nem uma coisa, nem outra. Mais de 30 mil pessoas que lá habitam estão entregues à própria sorte. Por isso a manifestação.

Turma da blidagem

Não pegou bem no PT os rumores de que sete vereadores teriam blindado o secretário de Obras, João Fontana para que ele permanecesse na Secretaria de Obras.

Uma f onte bem informada afirmou que o único do vereador do PT que estaria no lista seria o do vereador Zé Alves. Miquinha por se encontrar doente, está fora, Raimundo Vasconcelos e Eusébio Rodrigues também não estariam no rol da turma da blindagem. O vereador Faisal Salmen também estaria fora da lista. O resto da galera do Legislativo teria dado o apoio necessário para que JF disse a frase que mais parece uma marchinha de carnaval: "daqui não saio, daqui ninguém me tira".

Mas heim, a pergunta que não quer calar é a seguinte: quanto vai custar esse apoio? Com certeza não é por que JF é bonito.

terça-feira, 16 de março de 2010

Não sai de jeito nenhum

Sabem aquela história de que o PP saíria do governo municipal se a reforma do secretariado não acontecesse, ou se não aumentassem os espaços do partido, como por exemplo a secretaria de Saúde? Esqueçam.

O PP não sai do governo de jeito nenhum. O máximo que o partido pode fazer é chiar, mas só um pouquinho.

Quem manda no meu reino?

João Fontana - secretário de Obras, ou chefe de Gabinete?
Ao que parece, tudo vai continuar do jeito que estava no reino petista. O prefeito ameaçou demitir, trocar, mas os indigitados dos secretários não se deram por achado e nem em sonho querem facilitar a vida do prefeito. O exemplo mais claro foi o que aconteceu nos últimos dias. O prefeito anunciou uma reforma, mas fora a saída deMilton Zimmer na Finanças, nada mais aconteceu.

Segundo informações veículadas no blog do Wanterlor. o então secretário de Obras, João Fontana foi buscar apoio de sete vereadores para não sair da Semob.

A gente fica imaginando quando teria custado esse apoio.
O desgaste? Bem, o desgaste ficou mesmo com o prefeito, que continua passando a imagem de "caldo de peteca" para a população, de ser uma espécie de rainha da Inglaterra, afinal, quem manda mesmo na prefeitura, o prefeito, os secretários, ou os vereadores?

Jardim Canadá - a novela continua

Ainda sobre a problemática do bairro Jardim Canadá (igual a ele tem outros, sem água, sem energia, ruas abetas etc). Um comentário pertinente dá uma boa posta do que poderia ter ocorrido entre o dono do leteamento e o Poder Público, no caso a prefeitura, no governo da atual deputada Bel Mesquita. Veja o coentário, transformado em postagem:

"O que acontece, na verdade, é que o (des)governo do Darci não está honrando com os compromissos da Prefeitura Municipal, por picuinha pessoal com o proprietário do loteamento. O síndico, como tem demonstrado ao lidar com o dinheiro do Município, trata a coisa pública como se fosse pessoal e de sua propriedade.A administração anterior assumiu a responsabilidade de realizar a infraestrutura e em contrapartida o proprietário do loteamento repassou cerca de 11 alqueires do loteamento para o Município. Houve sim uma permuta. O Síndico está usando os 11 alqueires, pois já construiu lá a TV Bandeirantes, o prédio da nova prefeitura, mas não quer cumprir a contrapartida da prefeitura de fazer a infraestrutura, prejudicando mais uma vez, como é seu costume, a população. É preciso que esse rapaz trate a coisa pública, inclusive o dinheiro, com mais seriedade e com respeito aos seus verdadeiros proprietários: o povo".

segunda-feira, 15 de março de 2010

Vaia virtual

Parece que está virando moda essa coisa de membros do PT levarem vaia em eventos públicos. A última aconteceu durante a noite evangélica da Semana da Mulher e de forma virtual. Uma mensagem no telão da digníssima mandatária do Estado, foi apupada demoradamente.

E olha que o público era composto na sua grande maioria por evangélicos, já pensou se fosse de católicos? O mundo teria vindo abaixo.

Será que é por isso que o prefeito Darci lermen e o seu lugar-tenente, João Fontana têm evitado de aparições públicas? Será?

Jardim Canadá

Cresce a insatifação dos moradores do bairro Jardim Canadá. Na audiência pública, realizada hoje. 15, na Câmara de vereadres, em celebração ao Dia do Consumidor uma pessoa que adquiriu um terreno no Jardim Canasá afirmou que assim como ela, há uma grande quantidade de pssoas que continua pagando aluguel porque o bairro não apresenta a menor condição de moradia. Falta água, energia, ruas abertas, falta tudo no bairro.

O coordfenador do Procon, a advogado Daves Nascimento afirmou que havia necessdiade de se verificar o contrato junto a empresa que fez o leteamento para verificar de quem é a obrigação.

___________________

___________________

O que houve nesse caso foi que a administração anterior da prefeitura abriu mão de exigir que o empreendimento imobiliário dotasse a área de infra-estrutura, como água, ruas pavimentadas, posteamento, etc, chamando para si a responsabilidade de fazê-lo.

O que não pode é deixar para o cidadão a tarefa de fazer essas coisas. Qualquer um pode (prefeitura, empresa que vendeu os terrenos, menos o cidadão, que comprou a área com dificuldade.

Agressão no final da 20ª Semana da Mulher

Era final do show do grupo Os Travessos.
Uma fila indiana se formou atrás do palco para sessão de autógrafos com o grupo musical. Logo se criou grande um alvoroço, normal em se tratando desse tipo de evento. De repente começa uma rápida discussão entre uma mulher, menor de 17 anos, com um Policial Militar do Grupo Tático, que desferiu três tapas no rosto da menor. Apesar dela ter dito para ele que era menor, ele, por sua vez, revidou dizendo que não teria nenhum problema em dar-lhe uns “tapas” ,contou a menor.
As outras mulheres que estavam por perto se indignaram com a ação do PM e procuraram a organização evento para protestar e reivindicar providencias por parte do poder público. Em seguida as líderes de equipes se reuniram com a Secretária Joelma Leite e com uma assessora da Casa Civil do Governo do Estado, que estava prestigiando o evento.
Durante a reunião uma empresária mostrou a foto que ela teria tirado do PM, o que vai facilitar a sua identificação, uma assistente social que presenciou o ato de violência afirmou que esse tipo de acontecimento não poderia ficar sem punição.
A secretária da Mulher, Joelma Leite, acompanhou a menor “A”, que reside na Rua Macedônia no Bairro Betânia, até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência. Nesta segunda-feira deve ser divulgada uma nota de repúdio ao ato de violência sofrida pela menor, assinada por varias testemunhas da cena e por líderes do Encontro da Mulher de Parauapebas.
Fontes:
(Blog do Laércio de Castro)
(Blog do Zedudu)

Nota do blogger - Isso é muito sério isso, deve ser apurado com rigor. Policiais devem, ou pelo menos deveriam ter a noção que são servidores públicos e seu patrão não é a Polícia Militar ou qualque outro tipo de corporação. Seu patrão é o povo, que paga imposto (e muito) para ser protegido e não agredido.

A propaganda e a realidade dos bairros





A prefeitura está fazendo sua propaganda básica sobre o Dia Mundial da água, que deve ocorrer no dia 20 de março, na Praça de Eventos. Talvez no evento a prefeitura possa dizer quando irá resolver o problema da água, evitando assim cenas como as da primeira foto, na qual a cidade retorna literalmente aos anos 80, quando o bom e velho poço resolvia o problema da água. O chato é que nem com isso se pode contar. A prefeitura incentivou os moradores a desativar as cisternas.
Só chamendo o carro-pipa.

Praça da prefeitura

O comentário é anônimo, mas, em virtude do tema quase surealista, inusitado mesmo, resolvemos transcrevê-lo na íntegra. Com todo o respeito que o leitor merece, mas só vendo para acreditar, de qualquer maneira, já escrevi uma vez que a prefeitura nova poderia ser tudo, menos a casa do povo, ou como diz o prefeito "Centro adminsitrativo cidadão", já que quase ninguém consegue chegar lá. Agora vem a segunda informação, os poucos que conseguem são barrados e dizem que foi por ordem do secretário de Administrração Luiz Vieira.

Eis o comentário:

"Num achei onde postar então resolvi postar aki mesmo jah q fala do referido secretario administraçao. o q ta acontecendo e o seginte, hoje domingo 14/03 revolvi junto com minha familia (filhos e esposa) ir ate a praça da prefeitura recem constrida. Se jah não bastasse a falta de opções de lazer publicos aki em parauapebas agora a população ta sendo proibida de ir athe a praça da prefeitura segundo informações proibição feita pelo secretario de administração local, me diz ai, uma praça publica que a população eh proibida de entra!! so ski em paraupabebas mesmo q um secretario pode tomar esse tipo de atitude se eh q isso pode !"

Obs. (o espaço está aberto para o secretário dar os seus esclarecimentos, se assim desejar).

Internet zero

Depois de um final de semana de cão, no qual a conexão da internet esteve zero, voltamos mais uma vez nos desculpar pela falta de postagem e mediação de c omentários, mas, dessa vez a culpa não foi nossa. Só pra l embrar, a net co ntinua uma b...

Ainda bem que o nosso prefeito prometeu que vamos ter internet rápida e grátis. Quelquer dia desses.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Faisal hipoteca apoio aos lesionados da Vale


Fiel ao seu estilo, o vereador Faisal Salmen voltou a criticar a Vale. No uso da tribuna, o vereador usou seu tempo em mostrar os projetos de investimentos da mineradora para os próximos quatro anos.

Segundo o parlamentar, R$ 60 bilhões serão investidos no Estado, inclusive com duas siderúrgicas para a município vizinho, Marabá, “parece incrível, mas desse dinheiro todo, não há um tostão para Parauapebas, justa mente o município que fornecerá a matéria-prima para alimentar os fornos da siderúrgica de Marabá”. Faisal elogiou os segmentos da sociedade de Marabá, que ao seu ver compraram a ideia e pressionaram a mineradora no sentido de que fosse implantada a siderúrgica em Marabá, “nós precisamos ter essa visão e eu não quero ser o líder desse movimento, pode ser a Associação Comercial, a imprensa, o que importa é que temos que exigir da Vale uma compensação”, disse, sugerindo que a empresa implantasse uma universidade como contrapartida”.

O vereador reservou parte do seu discurso para hipotecar apoio aos funcionários lesionados da Vale. Essa é mais uma prova da insensibilidade da empresa, que usa os funcionários para aumentar a sua produção e depois os descarta como se eles fossem uma coisa sem valor”, disse, ressaltando que a obrigação da Câmara era apoiar a manifestação.

Além de Faisal outros vereadores também se pronunciaram A favor do dos trabalhadores, que devem seguir para Brasília no próximo domingo, 14 para denunciar a empresa na Secretaria Nacional dos Direitos Humanos.

Expressão cachorra

Mas sim, existe coisa mais cachorra do que a expressão “bom dia a todos e a todas?”

Talita Baena

Muito estranho a desclassificação da jornalista Talita Baena do concurso da prefeitura. Na primeira fase ela terminara em segundo lugar e caprichosamente a moça foi rebaixada para o quinto lugar no final. Todo mundo sabe que Talita é dura na queda e incomoda. Talita entrou com um recurso e aguarda o resultado. Apenas para lembrar, Talita teve um entrevero com o atual secretário de Administração da prefeitura, Luiz Vieira.

Resenha política

Informações chegadas ao jornal dão conta que o PMDB mais uma vez mudou de ideia. ### Atenção militantes, esqueçam aquela história de que Jáder Barbalho seria candidato ao governo do Estado. ### As ultimas movimentações sinalizam para uma composição com o PT de Ana Júlia. ### Jáder Não é bobo e sabe muito bem que não pode correr o risco de ficar sem mandato (ainda que dificilmente perdesse a eleição majoritária, muito em função do desgaste do atual governo), mas o presidente do PMDB do Estado não anda querendo holofotes ou a grande mídia vaculhando sua vida, como acontece sempre que ele coloca a cabeça para fora. ### Com essa estratégia, Jáder voltará a fazer uma grande bancada para o PMDB e até a deputada Bel Mesquita passa a ter chance. ### Ainda mais com a promessa do prefeito Darci de lhe dar aquela força. ### Quem não tem gostado disso é o PT histórico que torce o nariz para o fato, que segundo eles, cheira mal. ### Segue um desabafo de Antônio Alves dos Santos, o ‘Toinzinho’. ### Eu Antônio Alves dos Santos, 60 anos, venho acompanhando toda trajetória política de Parauapebas e vi que até hoje nós nunca fizemos o bem para nosso município, pois nestes quatorze anos de Vale privatizada, se nós tivessemos feito gestores políticos que amassem Parauapebas já tínhamos uma siderúrgica implantada para nosso povo que escolheu essa cidade para viver. ### A Dona Bel governou por 08 anos e mais 04 de Deputada Federal, não fez nada em vista de tantos milhões que ela administrou. ### Vem o Senhor Darci e mais 8 anos, e o que vemos a mesma coisa, só trocaram as figurinhas, os milhões vêm, mais as obras nada. ### Eu não responsabilizo a empresa Vale por não fazer, pois não é parauapebas que mora na Vale e sim a Vale que reside em Parauapebas, pois sabemos que Parauapebas é um dos municípios mais ricos do mundo. ### O que vamos deixar de herança para nossos filhos, netos e bisneto é um buraco cheio de miséria. Tudo isso devemos responsabilizar o Poder Público,ou seja prefeitos, vereadores, e outros que só amam o dinheiro de Parauapebas.###Convido toda comunidade Parauapebense para juntos fazermos uma avaliação e com certeza vamos descobri essas verdades e outras. ### O que foi feito com os recursos públicos do ano de 2009, pois não conheço uma obra.

A gente precisa de mais grana? Para que?

Com uma arrecadação que ultrapassa a R$ a 30 milhões por mês, a prefeitura de Parauapebas deveria estar empapuçada com tanto dinheiro, afinal de contas, a grana representa a segunda maior arrecadação do Estado, Lamentavelmente o dinheiro que irriga generosamente os cofres públicos e que falta no bolso do pobre, só tem servido para patrocinar a boa vida de apaniguados do poder e dos puxa-sacos de plantão.

Diante dessa dinheirama toda, a pergunta é a seguinte: será que a vasilha do “ter” da prefeitura nunca enche? Ao que parece não. No apagar das luzes de 2009, o rolo compressor da prefeitura fez uma visita na Câmara e conseguiu aprovar um aumento de 100% do valor da UFM, que a unidade fiscal da prefeitura, uma espécie de moeda paralela que serve de parâmetro para pagamento de dívidas da prefeitura. Se UFM sofreu uma majoração de 100%, na prática significa que todas as taxas da prefeitura subiram na mesma proporção. Moral da história, a grana que será arrecadada das grandes empresas pode até contribuir para a opulência notória do erário local, mas tem ferrado a vida dos mais pobres.

A insensibilidade do Poder Público é tamanha que até mototaxistas e vanzeiros são obrigados a desembolsar uma grana considerável (R$ 400,00 e R$ 600,00 em média, respectivamente) para continuar trabalhando.

Não se sabe ainda o porquê de tanta ganância, uma vez que todo mundo sabe (isso todo mundo sabe) que nada ou quase nada tem sido feito para beneficiar o cidadão. As ruas estão uma vergonha, mais parecendo um queijo suíço de tanto buraco; a água só por alguns poucos momentos durante o dia, num rodízio vergonhoso que já dura quatro anos; a construção do hospital está parada desde 2008 e os oito milhões que seriam gastos há muito estão defasados (fala-se em 20 milhões). Por fim, a prefeitura, que se diz a casa do povo, está localizada no pé do morro, muito perto da conchichina, onde o povo não poderá ir com facilidade. Em parte é bom, assim a plebe não poderá ver o monte de pixotada e erros de projeto, que com certeza ainda vão consumir alguns milhõeszinhos.

Será que querem mais dinheiro para terminar a obra da prefeitura, ou a grana é para pagar uma nova inauguração, com banda de axé da Bahia e tudo? É melhor assim. O duro seria acreditar que boa parte dessa grana sairia de fininho para aquisição de fazendas com campo society e piscina, mansões e hilux.

Cá entre nós, para que tanta grana mesmo?

(artigo publicado no jornal HOJE, 405 - coluna do Marcel)

quinta-feira, 11 de março de 2010

Manifestação


Na foto acima, flagrante da manifestação dos funcionáris lesionados da Vale na Câmara. A foto foi tirada na sessão de terça-feira, 09.

Lesionados da Vale

Na última terça-feira, 09, uma manifestação de ex-funcionários e funcionários afastados da Vale teve lugar na sessão legislativa.

Os funcionários afastados são trabalhadores que ingressaram na empresa nos anos 80. Submetidos a um trabalho extenuante e de troca de turno por anos a fio a maioria apresenta problemas de coluna e psicologicos.

Os lesionados da Vale seguem no domingo para Brasília, a fim de denunciar a compranha na Secretaria Nacional dos Direitos Humanos

Consultórios odontológicos interditados

Ontem, três consultóriosa de odontologia foram interditados pela Vigilância Sanitária de Parauapebas. Segundo informações, eles atuavam de maneira irregular na cidade e os pseudos dentistas não tinha formação profissional, ou seja, não haviam cursado a faculdade de odontologia e não eram inscritos no Conselho Estadual de Odontologia.

Segundo apurado, existem hoje em Parauapebas cerca de 10 consultórios irregulares, sem autorização para trabalhar.

quarta-feira, 10 de março de 2010

"Tirando o time de campo"

O que se comenta à boca pequena no meio empresarial é que a comissão formada por comerciantes que tinham dívidas a receber da Hidelma e que negociaria o tal adiantamento com a Vale foi "aconselhada" pela mineradora a "sartar de banda", "tirar o time de campo".

Como quase todo mundo tinha negócios com a Vale, o conselho (?) foi devidamente aceito e coisa morreu no nascedouro. É isso aí, manda quem pode e o bedece quem tem juízo. Só não me peçam para citar os nomezinhos dos componentes da comissão. O off foi prometido

Cascando fora

Lembra de uma reportagem publicada em janeiro de 2010, no jornal HOJE, dando conta que a empresa Hidelma, especializada em construção civil devia praticamente o comércio inteiro e que a conta ultrapassaria a casa de R$ 1,5 milhão?

Pois é, apesar da pressão feita pelos comerciantes, que receberam a promessa de que a empresa pagaria todo mundo, inclusive solicitando um adiantamento da Vale para esse fim, nada disso aconteceu. Em outras palavras: Tá todo mundo chupando o dedo.

Informações obtidas, dão conta que a Hildelma estaria cascando fora.

terça-feira, 9 de março de 2010

Járder governador? Jáder deputado!

São tão voláteis as posições políticas. Poderia se dizer que eles (os políticos) mudam de posicionamento igual se muda de camisa, mais ainda, poderia se dizer que eles desmentem de tarde o que falaram pela manhã.

Pois não é que depois de balançar o coreto do mundo político do Estado na semana passada, o PMDB está voltando atrás mais uma vez. Informações quentíssimas dão conta que Jáder, que havia reunido o partido para avisar que seria candidato a governador não é mais. Jáder deve mesmo ser candidato a deputado federal, o que carregaria com ele uma penca de outros deputados peemedebistas.

Bel Mesquita continua no projeto de deputada federal, agora bem mais animada, já que com Jáder ajudando no coeficiente eleitoral, sua tarefa fica mais fácil.

Por falar em Bel, informações de cocheira dão conta que ela está mais próxima do que nunca do prefeito Darci Lermen (isso tem deixado a "companheirada" histórica do partido tiririca da vida). Darci inclusive teria se comprometido em lhe dar apoio logistico.

Furando compromisso

Para justificar o histórico de não comparecer a eventos municipais ou partidário, o prefeito Darci Lermen deu mais uma demonstração de que furar os compromissos é com ele mesmo. Na última quinta-feira ele compareceu à do Partido dos Trabalhadores, onde disse com todas as letras que não aceitaria mudar o trio de ferro (Fontana, Margalho e Coutinho) e pensaria no assunto com relação as outras secretarias.

Como não chegou a nenhum acordo com membros do partido, que queriam a cabeça dos três, uma nova reunião foi marcada para o dia seguinte, desta vez com a presença do presidente estadual do partido, João Batista. Na hora marcada, nem sombra do prefeito.

A assesoria do prefeito se desculpou que ele estava em reunião, por issdo não comparecera. Uma nova reunião foi marcada, mas, para variar, o prefeito não deu as caras, deixando o presidente estadual da legenda fulo de raiva.

Máscaras e luvas.

A terça-feira amanheceu diferente na Sefaz. Não, não foi mais uma notícia de bandalheira, nem a chegada de Hernandes Margalho, novo manda-chuva do pedaço.

O diferente foi os funcionários usando máscaras e em alguns casos luvas. Tudo para se proteger da ameaça da gripe A, que já vitimou fatalmente quatro pessoas.

Acidente na estrada da morte mata cinco pessoas

Bomeiros tiveram dificuldades no resgate

Mais uma foto do trabalho dos bombeiros
Um acidente grave ocorrido na estrada Faruk Salmen na manhã de ontem (8), por volta das 6 horas da manhã, terminou em tragédia.

Os jovens Marcos Rodrigues dos Santos de 26 anos, James de Castro Gonçalves também de 26, Vanderlan Gomes de Paiva, 24, Jeovane Gomes de Castro de 28, e Ivanildo Gonçalves da Silva, 18, morreram quando o veículo que ocupavam, um Fiat Uno de cor prata, placa GPT – 8615 – Tucurui (PA) saiu da pista e caiu no precipício de uma ponte situada às proximidades do Parque de Exposições da Fap.

As informações colhidas pela reportagem junto ao Corpo de Bombeiros, que fez a remoção dos corpos, revelam que possivelmente os jovens estariam curtindo uma festa no clube dançante denominado Parque Rocinha.
Possivelmente embriagado, o motorista saiu da pista e o carro tombou no precipício da ponte. Todos estavam sem cinto de segurança e os corpos foram sacados para fora do veículo. Quatro deles tiveram morte instantânea, e somente um foi levado à emergência do Hospital Municipal de Parauapebas (HMP), mas também veio a óbito.
Ainda no local da tragédia, agentes do Corpo de Bombeiros tiveram dificuldade na remoção dos corpos, haja vista que o carro caiu dentro do pequeno córrego que ali passa.
Garrafa de bebida e arma – As proximidades do Fiat Uno os bombeiros encontraram uma garrafa de bebida alcoólica. Os profissionais deduzem que os jovens vinham ingerindo álcool enquanto trafegavam no carro. Na cintura de um deles, foi encontrada uma arma de brinquedo.
A polícia desconfia que o brinquedo estava sendo usado em assaltos realizados pelo grupo. (Vinícius Nogueira)

Carlos Magno

O blog agradece os elegios e a "palinha" dada do amigo Carlos Magno, de Canaã dos Carajás, sempre prestigiando o Blog do Marcel. Hoje pela manhã, o moço estava no Rio Verde e conversou demoradament ecom o blogger.

Carlos Magno só reclamou do pouco espaço dado à Canaã dos Carajás. Não se afobe não, amigo, na medida do possível vamos começa a linkar com jornalistas de Canaã e assim brindar os leitores do município vizinho com notícias fresquinhas.

Abraços, Carlinhos

segunda-feira, 8 de março de 2010

Grana pra fazer, grana pra sair da parada

Informações de cocheira, chagadas até este blogger dão conta que recentemente a prefeitura fez uma licitação de impressos gráficos, custando uma "bagatela" de R$ 2 milhões. Bom como já estava escrito nas estrelas, ganharam duas gráficas da cidade, mas, segundo informações, as outras participantes não saíram de mãos abanando. Uma teria levado para casa R$ 100 mil para se afastar da parada e mais uma outrazinha teria recebido a promessa de R$ 200 mil, mas até o momento não recebera.

O muro anda tão baixinho que o rateio ficou mais ou menos assim, uma gráfica ficou com R$ 1,1 milhão, enquanto a outra levou R$ 900 mil.
Bom, por enquanto são apenas informações de que licitação combinada está acontecendo, quem quiser que vá atrás.

Dia 08 de março - lutas e conquistas

A exemplo do que ocorre no mundo no dia 08 de março Parauapebas celebra o Dia Internacional da Mulher, mas, pouca gente sabe como essa data foi escolhida.

Abaixo segue um resumo do que representa o dia 08 de março.

No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Parauapebas está inserida nesse contexto e há 20 anos realiza a Semana da Mulher, uma das datas mais festivas do calendário da cidade.

Parabéns, Mulher pela data e pelas co nquistas ao longo do tempo.

domingo, 7 de março de 2010

Tricolaço !!!

São 21:50. Há cerca de 30 minutos o Maraca asistiu a pintura do gol de Fred e mais uma diabrura da revelação Wellington Silva. Tricolor que é triclolor vai dormir feliz. Flu 2, Botafogo 1. Ao que parece acabou a maré de azar. Fred desencantou nos clássicos.

Meus pêsames aos batafoguenses.

Parabéns, Leo


O alô de hoje é para o amigo Leo Mendes, petista histórico, militante da tendência Articulação de Esquerda (AE) e que hoje, 07, co memora mais um aniversário.

Para quem não sabe, durante muito tempo, o moço fo jornalista do jornal O Regional e assinava a coluna política. De vez em quando Leo colabora com o HOJE.

A Leonidas Mendes Filho, as nossas felicitações, o nosso abraço,

Para desanuviar

Além da macarronada, do almoço coma família, domingo é dia do lirismo, da poesia, portanto aí vão dois poemas maravilhosos. Espero que gostem.


Poema dos olhos da amada

(Vinícius de Morais)

Ó minha amada
Que olhos os teus
São cais noturnos
Cheios de adeus
São docas mansas
Trilhando luzes
Que brilham longe
Longe dos breus...
Ó minha amada
Que olhos os teus
Quanto mistério
Nos olhos teus
Quantos saveiros
Quantos navios
Quantos naufrágios
Nos olhos teus...
Ó minha amada
Que olhos os teus
Se Deus houvera
Fizera-os Deus
Pois não os fizera
Quem não soubera
Que há muitas era
Nos olhos teus.
Ah, minha amada
De olhos ateus
Cria a esperança
Nos olhos meus
De verem um dia
O olhar mendigo
Da poesia
Nos olhos teus.


------------------------------------
------------------------------------

Não deixe o Amor Passar

(Carlos Drumond de Andrade)

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

sábado, 6 de março de 2010

Esgoto causa degração ambiental e intrafegabilidade de via pública



Uma situação que evidencia o descaso vivido pela população tem incomodado moradores da rua 137, no bairro Beira Rio II há muito tempo. O logradouro, que fica atrás do antigo Espaço Fama convive com uma via pública intrafegável e a degradação ambiental do igarapé Ilha do Coco, que corta vários bairros da cidade.

Segundo informações dos moradores, desde 2007 um prédio de apartamentos de uma grande empresa despeja o esgoto doméstico no leito do igarapé. Como o edifício fica cerca de 400 metros de distância do rio, a empresa em questão instalara uma tubulação subterrânea para levar os dejetos e o esgoto doméstico para um charco, às margens da corrente de água, onde era feito o despejo.
Como não havia tratamento do material depositado, o mau cheiro e o ambiente insalubre transtornavam a vida dos moradores das imediações.

Depois de muitas reclamações na secretaria de Meio Ambiente e nos Serviços Autônomos de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP), graças a intervenção de Francisco das Chagas Diniz o “Chiquinho” servidor lotado na SAAEP, a adutora foi lacrada. Segundo o morador Odílio Rosa da Hora, o problema foi resolvido, mas em 2008, a empresa voltou a escavar a rua para colocar uma nova tubulação. “Eu procurei saber por que eles estavam fazendo isso na SAAEP e o Edvando Cabral, que é o gestor informou que eles iam fazer a tubulação e o serviço seria fiscalizado pela prefeitura”. De acordo com Odílio, a empresa disse que estava tratando os dejetos, mas não conseguiu apresentar evidências, “até onde eu sei o tratamento não é feito na coleta e sim no lançamento, por meio de uma estação de tratamento de esgotos”. Para Odílio, o Poder Público está transferindo uma responsabilidade sua para a iniciativa privada, “já pensou se todo mundo resolve cuidar do seu próprio esgoto? Quem garante que eles estão tratando realmente o esgoto? De acordo com o morador, o que vem do edifício está sendo jogado no igarapé. Não é sem razão que o pequeno rio se torna cada vez mais poluído, se transformando num verdadeiro depósito de lixo doméstico e local de lançamento de esgoto clandestino.

Os serviços efetuados pela empresa também trouxeram outros problemas para os moradores. A escavação revolveu a terra e sempre que chove a rua fica intrafegável. Caminhões e veículos menores têm muita dificuldade em transpor o logradouro, “de vez em quando tem veículo atolado aqui”, disse um morador.

A lama é tanta que a rua perdeu uma saída. No seu lugar um monte de barro obstrui a passagem de veículos. O esgoto com lançamento de dejetos inadequado além de poluir o ambiente, ainda fez da rua 137 um beco.