"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha
de ser honesto".

(Rui Barbosa)


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Posse



Posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores. Domingo, às 9 horas na Câmara Municipal. 

Posse dos secretários, segunda-feira (02) no auditório da prefeitura

Novo estilo



Mais uma do anúncio do secretáriado para encerrar o assunto. 

O evento que originalmente era pra ter 70 pessoas, entre profissionais de imprensa e o novo staff do prefeito eleito, recebeu uma acréscimo de última hora. Curiosos que queriam ver o prefeito, lideranças que foram prestigiar Darci e aspirantes a lideranças que queriam porque queriam sair na fotografia. O certo é que o prefeito liberou a entrada pra todo mundo e foi aquela loucura no auditório da IFPA.

É o estilo do novo prefeito. Popular e popularesco.    

Ausências



No evento do anúncio de secretários, nomes novos e outros velhos conhecidos da política. À boca  miúda, nas rodas que se formaram após o evento, o estranhamento pela ausências no staff principal de velhos e novos colaboradores e parceiros de Darci, que foram importantes na campanha, como Luíz Vieira, Orlando Meneses, Zé Omar, Mozart, Júnior Romão, Eli Areias, Marquinho Correa, Antônio Neto, João Fontana, Odilza, Rivaldo Bonfim e outros e outros. 

Das duas uma, ou o prefeito está dando corda para alguns se enforcarem, abrindo espaço para sua turma de confiança, ou essa dita turma já não goza do prestígio antigo. 

   

Tião Miranda renuncia ao mandato de prefeito de Marabá


Tião Miranda, um gesto drástico ou uma atitude intempestiva?


Alegando motivos de saúde, o prefeito eleito de Marabá, Tião Miranda renunciou ao mandato. O acontecimento que parou Marabá aconteceu hoje (30), na Câmara Municipal de Marabá, onde o político entregou a carta de renuncia. 

A renuncia de Tião já era especulada há cerca de um mês, Para amigos e correligionários, Tião, que é deputado estadual já acenava com essa possibilidade, entretanto, ninguém considerava essa hipótese, 

Ontem (29) o assunto voltou à baila com muita força e ficou prevista que a renuncia seria no dia de hoje. Apesar dos apelos de amigos e correligionários, Tião protocolou a carta na Câmara de vereadores.

Com a decisão, Gesmar Rosa da Costa, do PSD de Parauapebas, que assumiria a cadeira na Assembleia Legislativa como novo deputado voltará a condição de primeiro-suplente de deputado.

Especulação - Em Marabá há versões contraditórias para a decisão drástica do prefeito eleito e agora renunciante ao cargo. Que ele foi acometido de depressão após a derrota em 2012 para João Salame , na corrida para a prefeitura de Marabá e jamais se recuperou, entretanto há que afirme que ele, Tião, estaria sofrendo de outra enfermidade e estaria com a saúde debilitada. 

O secretariado de Darci Lermen



Darci Lermen e o novo secretariado

Chegou o tão aguardado dia. Finalmente o prefeito eleito, Darci Lermen anunciou o seu secretariado, que assumirá o controle da máquina pública a partir do mês de janeiro. 

No auditória IFPA, na Cidade Nova, Darci reuniu a imprensa para a apresentação, Juntamente com seu vice, Sérgio Bauduíno, Lermen enfatizou que ao contrário das administrações anteriores, não haveriam no seu mandato pequenas prefeituras. "Todos os secretários são da minha inteira confiança e terão liberdade para trabalhar, mas o comando é meu. Todos seguirão as diretrizes traçadas", disse.

São esses os nomes que comporão o governo:

Chefe de Gabinete:. Luís Bonetti
Secretaria da fazenda: Keniston Braga
Secretaria de Planejamento: João Correa
Secretaria de Administração: Cássio Flausino
Secretaria de Educação: Raimundo Neto
Secretaria de Saúde: Francisco Cordeiro
Secretaria  de Urbanismo: Edimar Lima
Secretaria da Mulher: Ângela Pereira
Secretaria de Meio Ambiente: Dion Leni
Secretaria de de Desenvolvimento: Isaías Pioneira
Secretaria de Assitência Social: Jorge Guerreiro
Secretaria  de Esportes: Leureci Faleiro
Secretaria de Segurança Institucional: Michael Gomes
Secretaria  de Agricultura Eurival Totô Martins
Secretaria de Cultura: Wandernilson Costa, o "Popó"
Secretaria de Obras: Maria Silva Farias
Secretaria de Mineração: Flávio Veras
Secretaria de Habitação: Maria Vani

Coord. terras: Evaldo Catanhede
Coord. Juventude: Rafael Ribeiro
Ouvidoria Municipal: Josemir Santos
CTRH: José Roberto Vieira
Procuradoria Municipal: Cláudio Moraes
Controladoria: Cristiano César

Darci deve dar posse aos novos secretários na segunda-feira (02), a partir das 10 horas. 



terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Amanha Darci anuncia a lista que todo mundo já sabe



Lembram da famosa lista dos nomes dos futuros secretários do prefeito Darci Lermen e que o prefeito se apressava em desmentir?

Pois é, amanhã (28), ele, Darci anunciará a lista real dos secretários, entretanto, os nomes são praticamente os mesmos divulgados anteriormente. 

Silvana, Raimundo Neto, Ãngela Massud, Jorge Guerreiro, Dr. Francisco, Keniston Braga, Cassio Flausino, por aí vai. 


Capa do HOJE 630




segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Grupos na Câmara? Não acredito, estarão bem misturadinhos



O Blog Sol do Carajás traz um perfil dos três grupos que coexistirão na Câmara, de maneira pacífica ou não. Elias da Construforte, José Couto, o "Coutinho", Eliene Soares, Pastora Kellen Adriana e Luiz Castilho.

Oposição, João do Feijão, Ivonaldo Braz, Zacarias Marques, Francisco Pavão, Horácio Martins, Joelma Leite, Maridé Gomes e Marcelo Parcerinho, enquanto o grupo independente, composto de Joel do Sindicato e Francisca Ciza ficará naquela de "deixa como tá pra ver como é que fica". 

Isso é uma leitura de momento, aliás, é capaz de essa leitura já está defasada há muito tempo. A tradição de Parauapebas é que bem antes de assumirem os mandatos os nobres edis já estejam arranchados debaixo do generoso guarda-chuva do Executivo, que tem atrações difíceis de resistir. Esses mimos vão desde uma secretariazinha, cargos de primeiro, segundo, terceiro escalão ou até de vigias, merendeiras, ASGs etc, etc, etc (sem falar em outros rapapés nada republicanos). 

Não acredito em nada disso. Nessa altura do campeonato, o governo já tem a maioria pra fazer a presidência nas algibeiras, sobrando para o bloco da oposição, que com certeza já não será tão oposição assim a vice ou uma secretaria da Mesa Diretora.

A conferir, mas o histórico dos vereadores de uma maneira geral diz isso. Só o Valmir que não conseguiu fazer a primeira presidência, se redimindo na segunda com Ivonaldo Braz.  

Com o fim da implantação do S11D, Canaã dos Carajás vive esvaziamento


                      Aspecto da principal avenida do município

Com o fim da fase de exploração em Canaã dos Carajás, o município está vivendo o conhecido esvaziamento. Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Social da quele município, cerca de 1.200 famílias estão indo embora todos os meses.  Sem emprego e sem perspectiva, essa mão-de-obra  começa a deixar a região e voltar para seus locais de origem.

Prefeitura e Vale estão trabalhando no sentindo de amenizar essas mazelas, ajudando essas famílias, bem como preparar mão-de-bra para futuros empregos na mina, uma vez que com a fase de exploração do projeto de ferro S11D, priorizará a mão-de-obra especializada.  

O que se tem de previsão de empregos para a exploração é 2.700 vagas e outros 10 mil empregos indiretos, o que não representa muito.

Ao contrário de Parauapebas que teve um crescimento desordenado na décadas de 90 e na primeira década do século XXl, Canaã será um município de tamanho médio, o que não deixa de ser uma boa notícia para o município, que não terá o inchaço, as ocupações sem controle e as obrigações sociais, inerentes de Parauapebas. 

Sem pirotecnia





O tradicional show da virada, com bandas de fora, tudo por conta do erário público não vai acontecer. A pobreza que chegou e parou no fim do mandato do prefeito que sai, Valmir Mariano foi a causa.

Campeã de reclamações




A Celpa continua sendo a campeã disparada em reclamações. O que tem de usuários fulos da vida com a empresa é uma grandeza. Famílias médias com talões de R$ 1.500, R$ 2.000 estão dando no meio da canela. Tem família que acumula débito de até R$ 10.000 e quando levam pro Procon a desculpa mais frequente é que os valores são resíduos retroativos, ou seja, consumos que foram cobrados na média e a conta diz respeito ao que ficou pra trás.



Vamos combinar uma coisa, uma família média, com eletrodomésticos normais, como geladeira, TV, ventilador, quatro a cinco bicos de lâmpadas e mais algumas quinquilharias não consome mais do que 10 a 12 kilowatlts por dia. O Kilowatts custa R$ 0,82 e ai não precisa ser um grande matemático pra entender que uma conta normal não custa mais do que R$ 300,00, se tanto, O que passar disso pode chamar a polícia ou recorrer a Justiça. 

COLUNA DO MARCEL - Vale a pena ser suplente




As incursões do Judiciário a partir do ano passado na vida  secreta do Legislativo revelou uma situação até então inusitada. É verdade, vale a pena ser suplente (e nem precisa ser primeiro-suplente), principalmente se considerarmos que a sétima legislatura, essa que segue melancolicamente para final da vida, sem deixar muitas saudades viveu coisas do arco da velha. Uma verdadeira epopéia ao avesso.

Se colocarmos no bico da caneta, nove suplentes tiveram seus meses ou dias de fama, saindo da galeria e passando pro outro lado da parede de vidro. Alguns tiveram uma vida parlamentar tão curta que pareceu um chuvisco de verão. No dizer do “caboco”, mal tiveram tempo de praticar algumas flatulências na cadeira; ou seja, nem bem chegaram, já saíram.

A coisa anda correndo tão frouxa que até candidato de 300 votos nas últimas eleições se abancou na Câmara e com todo o séquito que tem direito. Certo que foi por pouco tempo, um mês, um pouco menos, mas deu tempo para aprovar um requerimento, uma emenda ao orçamento. Não vai dá em nada, até porque o clima de fim de feira no casarão do Morro dos Ventos se instalou foi cedo (desde o dia 15 não tem um pé de cristão por lá).
No dizer de gregos e troianos a legislatura atual é bananeira que já deu cacho. Para os suplentes que passaram rapidamente pela casa azul do Beira Rio renderão histórias que mais tarde constarão aos filhos e netos, daqui a 20, 30 anos, talvez apresentem até um cópia de alguma proposição. É aquela velha história, mata a cobra e mostra o pau...

No futuro, Ivanit Barrão, Zacarias Assunção, Antônio Massud, Joelma Leite, Marcelo Parceirinho, Irmã Teca, Lidemir, Fábio Sacramento, Nonatinho, ilustres suplentes que foram agraciados com mandatos tampões quando já nem esperavam mais darão risadas do balaio de gato que foi a sétima legislatura.

Como conselho é que nem café, toma quem quer, não custa nada dá um aviso aos 15 navegantes que foram eleitos em outubro próximo-passado. Pela primeira vez, depois de muitos anos, a sociedade civil organizada, Judiciário e outros seguimentos importantes da sociedade estão preocupados com o destino dado aos recursos públicos, que ao contrário do que muita gente boa imagina, não são infinitos.

Quem fizer sujeira fora da casinha pode votar a patrocinar as cenas que a cidade viu há pouco tempo. Sair bem cedinho, pela manhã, ainda no último cantar do galo, a bordo de multi-escura viatura é parada pra desmantelo. Além do que, na falta do que fazer, os suplentes estão esfregando as vastas mãos, mal esperando a hora de entrar em campo pra jogar, nem que seja um pouquinho.


Será que nessa legislatura que assume em janeiro valerá a pena ser suplente?

domingo, 25 de dezembro de 2016

Ocupações em cima da hora



No governo que está se encerrando, Maquivalda Aguiar, que foi secretaria de Habitação segurou a barra das ocupações com mão de ferro. Agora, o novo governo nem estreou e já tem gente apostando na baderna e um grande número de residências do Vila Nova está sendo ocupada ilegalmente.



É importante dizer que existe um cadastro no qual famílias se inscreveram, esperaram, apostaram seus sonhos na possibilidade de ter sua casa própria. Ocupações direcionadas ou não devem ser condenadas porque além de maldosa, não levam em conta o sofrimento de quem ficou anos esperando e agora vê o desmando ameaçar tomar conta. E ainda tem gente que consegue justificar. 

Charge




Ocupando espaço



Bariloche Silva, Demerval Moreno, Laércio de Castro, Cleo Borges e Luís Bezerra, integrantes do seguimento de comunicação da cidade devem ocupar espaços no novo governo. 

Quem será o titular da Assessoria de Comunicação, eles não falam nem sob tortura. Com toda pompa e circunstância, essa atribuição é do prefeito eleito, Darci Lermen. Ao que Parece, Cleo deve prestar seus valiosos serviços na Secretaria da Mulher, enquanto Luís Bezerra, que já trabalhou na Cultura pode trabalhar em outras pastas. Quilometragem não lhe falta. 

Já os três primeiros devem trabalhar na Ascom. 

Gesmar Costa a caminho da Assembleia Legislativa. Parauapebas volta a ter deputado

        Gesmar em ação na campanha de 2014. Muita expectativa

No próximo dia 02 de janeiro de 2017, Gesmar Rosa da Costa (PSD) assumirá uma cadeira de deputado estadual na Assembleia Legislativa. Nas eleições de 2014, Gesmar havia obtido 32.323 votos. Apesar da expressiva votação, o candidato do PSD ficara na primeira-suplência numa coligação proporcional que elegera 12 deputados para Assembleia, deixando o candidato de Parauapebas fora.

Com a eleição de Tião Miranda (PTB) para prefeito de Marabá, abriu-se a vaga que será preenchida pelo Parauapebense.  Com isso, o PSD do Pará, que havia perdido o deputado Fernando Coimbra para outra legenda, voltou a contar com três deputados.

História - Gesmar Rosa da Costa tem 53 anos e chegou na região em 1983 e em Parauapebas exerceu várias atividades. Foi pequeno comerciante, agricultor, além de ter ocupado vários cargos no serviço público, participando de quase todos os governos do município.

Entretanto, foi no atual governo, como gestor dos Serviços Autônomos de Água e Esgotos de Parauapebas (Saaep) que ele se destacou, enfrentando uma crise hídrica que perdurava quase uma década e que deixava a cidade refém dos constantes racionamentos. No Saaep encontrou uma oferta de água de apenas 19 milhões de litros de água por dia, o que era insuficiente para atender a cidade. Com o dinamismo característico, o deputado em 15 meses elevou a oferta para 42 milhões de litros de água e aumentou a rede de distribuição de água tratada em 30%, “foi uma época muito difícil, mas recebi apoio do prefeito Valmir Mariano e conseguimos fazer as transformações, ainda tem muito a fazer, mas acredito que em  15 meses fizemos bastante”, disse, à reportagem.

Outro avanço nessa área foi a substituição das adutoras que estouravam constantemente, ocasionando vazamentos, privando a população de recber água tratada. “as adutoras de captação e as principais eram de fibra de vidro, uma material que tem uma durabilidade de 20 anos e nós já operávamos há 23 anos, por isso aconteciam os problemas, que foram resolvidos com a implantação de adutoras de Polietileno de Alta Densidade (PAD) com vida útil prevista para 500 anos. Hoje Parauapebas não tem mais esse tipo de problema”, disse.

Gesmar relembra os primeiros tempos. Naquele período a população se recusava pagar pelo consumo de água, por entender que era um serviço muito deficiente  e a arrecadação era de apenas R$ 230 mil, “ quando saímos em abril, arrecadávamos R$ 1.200.000,00”, diz, satisfeito.

Depois disso, ele foi secretário de Meio Ambiente, secretário de Segurança Institucional, cargo que deixará no fim do ano.

Projetos – Em entrevista, Gesmar salientou a importância de o sul e sudeste do Pará terem mantido o numero de deputados estaduais na Assembleia Legislativa. “Em virtude da eleição do Tião Miranda para prefeito de Marabá estamos assumindo por dois anos. Queremos fortalecer a bancada do sul e sudeste do Pará, carrear recursos para a região e  trabalhar com o prefeito eleito, porque independente de partido o que está em pauta é o desenvolvimento do nosso município e da região”, disse.

Gesmar cita com prioridade a estadualização da estrada que dá acesso à localidade de Quatro Bocas, também chamada de Cruzeiro do Sul, “hoje Parauapebas é considerada uma cidade fim de linha, na qual só vem aqui quem tem negócio. O cidadão chega a Parauapebas e obrigatoriamente tem que voltar, não prossegue. Isso precisa mudar, precisamos trabalhar muito forte junto ao governo do Estado, objetivando a extensão da PA-275 até Quatro Bocas, onde poderemos ter acesso a outros municípios, como Itupiranga, São Felix do Xingu, Novo Repartimento e as demais cidades localizadas ao longo da Tranzamazônica, isso é fundamental para o nosso desenvolvimento”,

Não é apenas o novo deputado que está animado. A cidade também, afinal, depois de vários anos, o município volta a ter representando na Assembleia Legislativa do Estado.

sábado, 24 de dezembro de 2016

Deu a louca



"Deu a louca no submundo". Essa frase de autoria de um amigo revela como a anda o underground da city. Quase todos os dias notícias de crimes violentos, assaltos, execuções e outras cenas de faroeste nos bairros da periferia e até em áreas mais nobres. A maré não tá pra peixe. Sinistro. 

Saídeira



Certo que o ano está se acabando, pouca coisa a se fazer no apagar das luzes, mas a Secretaria de Urbanismo bem que poderia fazer uma graça e engrenar a saídeira. 

Você não há de crer que nada menos do que cinco postes em frente ao Centro Universitário de Parauapebas, ali na Cidade Nova estão sem iluminação Pública? Resultado, o local, que nunca foi um primor de segurança, agora virou o cavalo do cão. É assaltos e mais assaltos. Um no rabo do outro. 

MÓ BRONCA




Funcionários públicos contratatos e demitidos em pleno período eleitoral estão na maior bronca. Boa parte deles, até a presente data não viu a cor do dimdim das férias e décimo-terceiro proporcionais. 

Segundo Consta e segundo a justificativa oficial, lá pelos lados do Morro dos Ventos, o desligamento se deu em função de pressão do Ministério Público. Pois é, além de sair antes da hora, vão passar o Natal lisos de “pegar verniz”. 

Resenha do HOJE



Segundo informações privilegiadas, Valmir Mariano, que pensava em voltar para sua empresa a partir de 2017 deverá mudar de ideia. ### Voz corrente na capital do Estado dá conta que  Valmir deverá assumir uma secretaria de Estado. É justo, afinal, Valmir obteve nas últimas eleições mais de 47 mil votos e é hoje a maior liderança da base do governo na região sul do Pará. ### Tem muita gente que não está dormindo direito. O que se comenta nas rodas é que o secretário de Saúde Juranduir Granjeiro, que chefiou o Departamento de Arrecadação Municipal (DAM) no governo anterior e que ficou preso por quatro dias resolveu contar o que sabia. ###  Juranduir teria confirmado que o que fez foi a mando de gente graúda. Em outras palavras, ele só assinava,o resto era com a galera graúda. ### Na confraternização do PSD, o prefeito que deixa o cargo no dia 31 estava muito tranquilo. Até parece que ele estavatirando um peso de duas toneladas das costas. ### Percebe-se lá no fundo, bem lá no fundo que a perseguição perpetrada pela Câmara durante boa parte do seu mandato ainda lhe dói. ### Por falar em  político meio ressabiado, o vereador Ivonaldo Braz (PSDB) afirmou que não tem nenhuma pretensão de candidatura a presidente da Câmara. Pra ele bastam os últimos dois anos, que foram muito turbulentos. “tinha dia que eu pensava que não terminaria o mandato”, disse. ### Os vereadores estão em recesso e a cidade está vazia. Quase não se vê um vereador em lugar algum. ### Faltando apenas 10 dias para o inicio da nova legislatura não se sabe ainda a quantas andam a movimentação para a eleição da Mesa Diretora da Câmara. ### Sabe-se que Francisco Pavão (PSDB) é candidato, assim como Zacarias Marques (PSDB) também pretende, mas nada muito claro. ### Da base do Darci se fala em Coutinho e Eliene Soares, ambos do PMDB. ### Adonei Aguiar, prefeito eleito de Curionoolis está montando seu gabinete e seu secretariado. O staff de Adonei será reforçado por algumas pessoas de Parauapebas. Frank James, Rui Oliveira e Sérgio Ramos devem compor o novo governo do município vizinho. ### Se alguns vão pra Curionópiolis, o caminho inverso também deve acontecer.  O prefeito Wenderson Chamon, que deixa o cargo no próximo dia 31 de dezembro, apoiou ostensivamente Darci Lermen deve participar do governo, mas, há que diga que Mariana Chamon, que passava o dia criticando o prefeito Valmir Mariano na TV, esquecendo as mazelas do seu município deve assumir uma pasta no governo. ### Ao contrário do que muita gente imaginava, Maridé Gomes (PSC) foi diplomado normalmente. O impedimento que resultou no seu afastamento não deve impedir a sua posse. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. ### Agora que o promotor Hélio Rubens terá muito trabalho pela frente para analisar denúncias da campanha eleitoral, isso é verdade. Ele deve ficar 2017 só por conta disso e não se espantem se outros afastamentos acontecerem. ### Pelo sim, pelo não, os suplentes estão só na escuta e de butuca.


domingo, 18 de dezembro de 2016

Charge


Poesia - O laço de fita

Castro Alves


Não sabes, criança? 'Stou louco de amores...
Prendi meus afetos, formosa Pepita.
Mas onde? No templo, no espaço, nas névoas?!
Não rias, prendi-me
Num laço de fita.

Na selva sombria de tuas madeixas,
Nos negros cabelos da moça bonita,
Fingindo a serpente qu'enlaça a folhagem,
Formoso enroscava-se
O laço de fita.

Meu ser, que voava nas luzes da festa,
Qual pássaro bravo, que os ares agita,
Eu vi de repente cativo, submisso
Rolar prisioneiro
Num laço de fita.

E agora enleada na tênue cadeia
Debalde minh'alma se embate, se irrita...
O braço, que rompe cadeias de ferro,
Não quebra teus elos,
Ó laço de fita!

Meu Deusl As falenas têm asas de opala,
Os astros se libram na plaga infinita.
Os anjos repousam nas penas brilhantes...
Mas tu... tens por asas
Um laço de fita.

Há pouco voavas na célere valsa,
Na valsa que anseia, que estua e palpita.
Por que é que tremeste? Não eram meus lábios...
Beijava-te apenas...
Teu laço de fita.

Mas ai! findo o baile, despindo os adornos
N'alcova onde a vela ciosa... crepita,
Talvez da cadeia libertes as tranças
Mas eu... fico preso
No laço de fita.

Pois bem! Quando um dia na sombra do vale
Abrirem-me a cova... formosa Pepital
Ao menos arranca meus louros da fronte,
E dá-me por c'roa...
Teu laço de fita.

Habeas corpus para Darci



O prefeito eleito Darci Lermen consegui hoje um habeas corpus e já pode volta à Parauapebas sem  o risco de ser preso.

Segundo informações ele estará no município amanhã para dar continuidade a transição. 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Atualizações da Operação Timóteo



Atualizando as informações.

O decreto de prisão do prefeito eleito Darci Lermen é temporária e não preventiva, como foi noticiado. 

Decretos de prisão para João Fontana, secretário e chefe de gabinete do mandato anterior de Lermen, assim como Juranduir Granjeiro, que na época chefiava o Departamento de Arrecadação Municipal (DAM). Com Juranduir foram encontrados mais de R$ 250 mil.

José Rinaldo também teve sua prisão decretada. 

Lermen  e José Rinaldo não foram encontrados, informações obtidas dão conta que os dois estão viajando. .  

Mais um assassinato no Liberdade



No último dia 11, o jovem Jhonatas Lopes Ferreira, (18) anos foi assassinato na praça do Liberdade. Jhoninhas, como era conhecido, era muito conhecido e sua morte atraiu muita gente na residencia da família, na rua Marcos Freire, na Cidade Nova. 

Três dias depois, no mesmo local, Jhones Carlos Silva Costa (19) foi assassinado a tiros. 

Segundo informações chegadas ao blog, a morte de Jhones teria ligação com a de Jhoninhas, podendo a motivação ser uma vingança pura e simples. Jhones poderia ter dado fuga ao assassino de  Jhoninhas. Por enquanto essas informações carecem de confirmação. 

Treze vezes

De maio deste ano até a presente data, Parauapebas já foi alvo da ação da Polícia Federal e do GAECO 13 vezes.

O governo Valmir Mariano foi alvo, mas as investigações revelam que o governo anterior, de Darci Lermen também está na ordem do dia. 

Vamos aguardar.  

Polícia Federal em Parauapebas com mandados de prisão



Comprovando que o ano de 2016 é mesmo para ser esquecido, a classe política de Parauapebas foi surpreendida mais uma vez. 

A polícia Federal fez uma incursão em vários estados do Brasil, dentre os quais o Pará, com mandatos de busca e apreensão e mandados de prisão preventiva. 

Segundo informações noticiadas no jornal Liberal, além do prefeito eleito que estaria com mandado de prisão preventiva, o ex-secretário do atual governo e um ex-secretário do governo anterior também estariam sendo procurados. 

Logo mais, atualizaremos o blog com novas notícias. 

Câmara concede títulos à personalidades


       Os homenageados acima. Zedudu e Valdyr Silva

Doze personalidades foram homenageadas com a entrega de títulos de Cidadão Honorário pela Câmara Municipal de Parauapebas nesta terça-feira (13), em sessão solene. A concessão das honrarias foi proposta por três vereadores e teve a aprovação de todos os parlamentares, como forma de o Poder Legislativo Municipal reconhecer a atuação daqueles que contribuíram com o desenvolvimento de Parauapebas e lutaram pela garantia de direitos à população.

Receberam os títulos as assistentes sociais Francinete Machado Cruz, Cleuma Magalhães, Eulália Almeida da Silva e Jurema Suely Ribeiro, por meio dos projetos de decretos números 2/2016, 3/2016, 4/2016 e 5/2016, respectivamente, de autoria da então vereadora Joelma Leite (PSD).

Da área de comunicação, Waldyr Silva, José Eduardo Ferreira do Vale, o Zé Dudu; Pastor Wilton Marques Vicente e Raimundo Nonato Cabeludo Vieira, nos projetos de decretos números 7/2016, 8/2016, 9/2016 e 14/2016, de autoria do vereador Marcelo Parcerinho (PSC).

E ainda as servidoras públicas, com atuação nas áreas da educação e administração, Irenilde Soares Barata, pelo projeto de decreto número 10/2016, de autoria do vereador Israel Miquinha (PT); Leila Maria Lobato de Araújo, Maria Lúcia Pereira de Figueiredo Dinelli e Maria Mendes da Silva, por meio dos projetos de decretos números 11/2016, 12/2016 e 13/2016, propostos por Irmã Luzinete (PV).

Cidadão
A concessão do título de Cidadão Honorário é uma matéria própria dos poderes legislativos, nas três esferas da federação brasileira. No âmbito do município, está prevista na Lei Orgânica Municipal.

O título é dado à pessoa que reconhecidamente tenha prestado relevantes serviços ao município. Cidadão é toda e qualquer pessoa que atue na vida da cidade e de alguma maneira tenha contribuído ou contribua com a história do município.

A pessoa que recebe o título de Cidadão Honorário passa a ser um conterrâneo, mesmo que não tenha nascido no município, que lhe concede tal homenagem.

Reconhecimento
Todos os homenageados que receberam o título e tiveram a oportunidade de usar a tribuna da Câmara e, no geral, agradeceram a honraria e ofereceram às famílias.

Irmã Luzinete destacou que escolheu pessoas que ela conhece bem para homenagear, pois sabe da trajetória delas e da contribuição que deram ao município nas áreas em que trabalham. “Vocês merecem esse reconhecimento e a valorização por todos. Temos que agradecer em vida, por isso fiz essa homenagem. Sintam-se felizes, motivadas e gratificadas pelo que vocês fazem pelo povo de Parauapebas”.

Israel Miquinha informou que conhece todos os agraciados e o trabalho que desempenharam na cidade. “Hoje é um dia de homenagens verdadeiras. Esta Casa é que se sente honrada em fazer esse reconhecimento a cada um. Parabéns, pois todos são merecedores”.

Por fim, Marcelo Parcerinho ressaltou que é papel do Legislativo também reconhecer a atuação das pessoas que fizeram parte da história de Parauapebas. “Humildade, lealdade e transparência pautaram a trajetória dessas pessoas. Isso mostra que não precisa trazer ninguém de fora, pois temos pessoas capacitadas aqui em nossa cidade que desempenham trabalho sério. E homenagem boa é feita em vida”.

Perfil dos homenageados

Francinete Cruz – Graduada em Serviço Social e Jornalismo, veio para Parauapebas em 1997. Desde então, tem se dedicado às políticas públicas e ao apoio aos movimentos sociais e culturais, tendo ativa inserção nas diversas políticas de assistência social, saúde, cultura e segurança pública no município. É autora de três livros e atualmente está vinculada à Defensoria Pública da União, no Estado do Acre.

Cléuma Magalhães – Assistente social 
Eulália Silva - Assistente social 

Jurema Ribeiro - Assistente social  

Wilton Marques Vicente - 

Raimundo Nonato Cabeludo Vieira – 

Irenilde Soares Barata – 

Leila Maria Lobato de Araújo –

Maria Lúcia Pereira de Figueiredo Dinelli – 


Maria Mendes da Silva – 

Waldyr Silva - Graduado em Letras e Artes pela UFPA, com especialização em Língua Portuguesa, e pós-graduado em Jornalismo Ambiental pela Fundação Getúlio Vargas, milita na imprensa desde 1985. Com longa vivencia em vários veículos de comunicação de Parauapebas e região. 

Zé Dudu - José Eduardo Ferreira do Vale reside em Parauapebas desde 1984. É fundador do blog (agora site) Zédudu, uma dos mais acessados do Estado. 

Valmir em alto astral




Hoje, 16, o atual prefeito Valmir Mariano e a esposa Gláucia na sua residência. O Blog  registra a tranquilidade do prefeito que afirmou está muito feliz e vivendo uma nova fase da sua vida.

Com relação ao governo municipal que deixará no próximo dia 31, Valmir afirmou que deixa um legado muito importante e que é composto de muitas obras estruturantes.  Ele lamenta que as turbulências políticas, embates com a Câmara e as dificuldade financeiras, advindas da queda da arrecadação tenham atrapalhado o fim do seu mandato, mas, para ele, no geral fez uma boa administração, "as obras falam por si", finalizou.  

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Lobato é atacado por abelhas e vem a óbito

Basileu dos Santos Lobato, o "Lobato da Cidade Jardim", nova liderança política, que nas eleições de 2016 obteve 1.304 votos teve sua vida interrompida ontem (11), num fatídico episódio onde foi atacado por abelhas enfurecidas. 

Lobato tinha 47 anos e era comerciante no bairro Cidade Jardim.  

Reprimenda



Ainda repercute a reprimenda que a juiza Eleitoral, Eline Salgado deus nos senhores vereadores eleitos, durante a cerimônia de diplomação, na última sexta, 09. 

Sabedora das práticas nada republicanas dos vereadores de pressionarem prefeito em busca de espaços para colocar afilhados e apaniguados, além de exigirem secretarias em troca de apoio na Câmara, a magistrada advertiu e avisou que o assistencialismo iria acabar, "vereador não serve para procurar emprego na prefeitura", disse. 

Em outras ocasiões o promotor Helio Rubens já havia advertido que vereador era eleito para fiscalizar prefeito e não para ser "dono" de secretaria. 

Em outras palavras, a nova legislatura terá muito pra fazer, mas não pode confundir alhos com bugalhos. Nada de querer ser Poder Executivo. 

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. 

Prédio do Fórum eleitoral recebe multidão para a cerimônia de diplomação


    Muita gente dentro e fora do prédio

A cerimônia de diplomação dos eleitos de outubro, aguardada por toda população aconteceu na última sexta (09).  A partir das 09 horas, o pequeno prédio do Fórum Eleitoral ficou ainda menor para receber políticos, dirigentes partidários e cidadãos comuns que foram prestigiar o evento. 

Nem é preciso dizer que o local ficou abarrotado de gente . Mais de duzentas pessoas se espremiam entre a recepção e a parte externa do prédio. 

No final, entre cansados e suados, se salvaram todos. 

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Minério de ferro sobre



Depois de muitos anos em baixa, a tonelada do ferro começa a dar sinais de vida. O minério rompeu a barreira de 100 dólares no mercado. Promessa de que a arrecadação municipal vai dar uma guinada. Boas notícias para o prefeito eleito, Darci Lermen. 

Deve-se dizer que a menos de três anos, a tonelada chegou a ser comercializada a menos de U$ 40,.  

Valmir deve assumir secretaria de Estado



Informações privilegiadas dão conta que o atual prefeito Valmir Mariano, que deixa o cargo no último dia dese ano não deve retornar às suas empresas, como costumava falar. 

Valmir deve assumir uma secretaria de Estado. Mesmo perdendo a eleição, o atual prefeito teve uma votação expressiva, chegando perto de 48 mil votos e se consolida como uma liderança no sul do Pará. 


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Dinheiro retido deve ser liberado para fazer frente as dívidas da prefeitura



R$ 30.721.585,98. Esse é o recurso da prefeitura, que está retido pela Justiça e que deve ser liberado após a assinatura de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), com condicionante de que dívida com funcionários deve ser quitada. 

Contratados demitidos depois da eleição, bem como assessores aguardam o desfecho, uma vez que ficaram pendentes, férias e decimo-terceiro proporcionais. Sem esquecer as obrigações dos concursados, evidentemente. 

Sindicato conversa com Darci. Data-base se aproxima

Prefeito eleito conversa com a diretoria do sindicato

No início da semana o prefeito eleito, Darci Lermen esteve conversando com os diretores do Sindicato dos Servidores de Parauapebas (Sinseppar). Darci quer abrir um diálogo com a entidade. 

Não se pode esquecer que a data-base do reajuste dos servidores acontece em janeiro e durante os últimos quatro anos a categoria obteve um reajuste médio de 10%, além da implementação do vale -alimentação, que hoje está em R$ 450,00.

A categoria espera que o sindicato tenha o mesmo espirito de luta que o caracterizou nos últimos anos, 

Esperar e conferir

Perto de R$ 5,00

Com o aumento do combustível, já tem posto na city comercializando o litro da gasolina  perto de R$ 5,00. A gente guenta?

A depressão de Tião


O prefeito eleito de Marabá, Tião MIranda assumirá o mandato em 1º de janeiro de 2017, abrindo a vaga na Assembleia Legislativa para Gesmar Rosa, do PSD de Parauapebas.

Apesar da notícia ser boa para o município, alguns veículos de comunicação de Marabá atestam que Tião Miranda luta contra uma depressão que vem desde 2012, quando o mesmo perdeu a eleição para prefeito de Marabá para João salame. 

Por conta disso, pessoas ligadas a Miranda chegaram a comentar que ele poderia permanecer na Assembleia, ao invés de assumir a prefeitura. Evidentemente que essa informação não se confirmou e espera-se que a vitória nas urnas possa acabou com o seu problema de depressão.  

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Vai render


Hoje pela manhã, na sessão legislativa, uma equipe de TV se interessou pelo caso da denúncia de compra de voto, assim como um site, que prometeu colocar no ar o material. 

Iam sobrar poucos



É bom que se diga que se essa coisa de compra de voto fosse tomada ao pé da letra, um monte de vereadores que foi eleito em outubro teria que se explicar na justiça Eleitoral. Iam sobrar poucos.

Nunca se viu um derrame de dinheiro tão grande como o da eleição. Por qualquer duzentim...

Deu no Sol do Carajás



Deu no Sol do Carajás que uma denúncia sobre compra de votos pode tirar o mandato de um vereador eleito do PMDB, A denúncia já estaria protocolada e caso a Justiça entendesse como procedente beneficiaria Daniel Fernandes, do PP. com o mandato de vereador. 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Vereador pede iluminação pública para o Jardim Canadá

Na primeira sessão após ser empossado, o vereador Raimundo Nonato Sousa (PSC) apresentou a Indicação nº 093/2016, na qual solicita a instalação de iluminação pública no Bairro Jardim Canadá, com urgência. A proposição foi apresentada na última terça-feira (29).

O novo vereador informou que tem recebido reclamações de moradores e pessoas que transitam pela região, preocupados com os perigos devido à escuridão. “Uma boa iluminação no bairro citado traria tranquilidade para os moradores que vivem com medo constante de assaltos e até delitos piores. Peço uma ação imediata por parte da prefeitura municipal, pois a situação é muito grave”, relatou Raimundo Nonato.

A indicação foi aprovada pelos demais parlamentares e encaminhada para o prefeito Valmir Mariano e ao secretário municipal de Urbanismo, Augusto Marques.

Escola Irmã Dulce, retrato do descaso do Estado com a educação do município


                                                                                                                                 foto Pebinha de Açúcar 
Escola jogada às traças

Os alunos da escola estadual Irmã Dulce continuam ocupando as antigas instalações da escola que está paralisada por conta de uma reforma que não sai do papel. Até parece que enterraram uma cabeça de  jumento no local. O prédio foi inaugurado e pouco tempo depois as aulas foram suspensas para reforma. 
Alguns anos depois uma  nova reforma, mas as precedes do prédio exibiram rachaduras e o prédio foi interditado. À toque de caixa, a escola passou a ocupar uma escola particular no bairro da Paz (Base Júnior), que foi alugada para abrigar os alunos.

Agora cansados de esperar e há mais de um mês ocupando as instalações, os alunos estão arrecadando dinheiro para irem a Belém pressionar a Secretaria Estadual de Educação para que as devidas providências sejam tomadas. Em algumas vias públicas, os estudantes fizeram os tradicionais pedágios para angariar fundos.

Uma vergonha. O governo estadual pouco faz no município na área de educação. Praticamente todas as instalações de ensino médio pertencem ao município e a que pertence ao governo do Estado apresenta situação caótica, como é o caso do Irmã Dulce. Isso sem contar com funcionários, vigias, e outras estruturas cedidas pela prefeitura, que sem essa ajuda seria impossível que houvesse o ensino médio na nossa cidade.    

Poema Traduzir-se, de Ferreira Gullar




Em homenagem ao poeta maranhense, Ferreira Gullar, o Blog apresenta uma das suas poesias mais conhecida, musicada e imortalizada na voz do cantor Raimundo Fagner 



TRADUZIR-SE
 Ferreira Gullar

Uma parte de mim
é todo mundo;
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera;
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta;
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente;
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem;
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
— que é uma questão
de vida ou morte —

será arte?

domingo, 4 de dezembro de 2016

Manifestação em Copacabana em apoio à Lava-jato

Multidão em Copacabana se manifestando

( O Globo  G1) Chuva e vento na manhã deste domingo (4) não intimidaram manifestantes que foram a Copacabana, Zona Sul do Rio, participar de um protesto em defesa da Operação Lava Jato, e contra as mudanças nas medidas propostas pelo Ministério Público Federal para combater corrupção.

"As principais [pautas] são: primeiro, defesa total à Lava Jato; as dez medidas sorrateiramente empurradas e modificadas; contra esse jogo sujo e antigo de fazer política, achando que é o quintal da casa deles e contra a corrupção em geral", disse uma das coordenadoras do Vem Pra Rua, Adriana Balthazar.

Cores da bandeira brasileira estavam nas roupas e acessórios do público (Foto: Alexandre Durão) Cores da bandeira brasileira estavam nas roupas e acessórios do público (Foto: Alexandre Durão)

A concentração começou tímida por volta das 10h e, logo depois, se multiplicaram as camisas amarelas, guarda-chuvas e capas com as cores da brandeira brasileira.

Muitos dos que foram ao bairro da Zona Sul carioca exibiam cartazes com mensagens de apoio ao juiz Sérgio Moro, encarregado por julgar processos ligados à Lava Jato.

Ambulantes aproveitavam para vender "pixulecos", apelido dado a bonecos infláveis caracterizados como políticos. Entre os personagens, a tradicional representação dos ex-presidentes Lula e Dilma vestidos como presidiários. A inovação era um bonequinho do juiz Sérgio Moro vestido de super-herói.

Manifestante declara apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Alexandre Durão) Manifestante declara apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Alexandre Durão)

No meio da multidão que se formava, um homem e um cavalo surgem e atraem os olhares de curiosos. O empresário Luiz Carlos Demoner, de 68 anos, e o cavalo Oásis já estiveram em outras manifestações este ano. Mais uma vez, o dono do animal diz ter vindo de Xerém, município da Baixada Fluminense, para fazer coro aos manifestantes que pedem a saída de políticos.


"O povo está muito humilhado, oprimido. Não tem emprego, não tem segurança, não tem trabalho, não tem nada. Nesse Brasil não tem mais nada. Esses políticos não têm vergonha na cara e infelizmente a gente está pagando o preço. Eu vou dizer uma coisa para você que é jovem [se referindo ao repórter]: eu tenho direito de fazer isso aqui, ó, montar nesse cavalo e vir aqui, em Copacabana. Eles [os políticos] não podem sair, ir a lugar nenhum", disse.

Morre o escritor Ferreira Gullar aos 86 anos



Ferreira Gullar: poeta, escritor, teatrólogo e cronista


(O Globo G1) O poeta, escritor e teatrólogo maranhense Ferreira Gullar morreu neste domingo (4) no Rio, aos 86 anos. Gullar é um dos maiores autores brasileiros do século XX e foi eleito "imortal" da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, ocupando a cadeira nº 37.
Segundo o jornal "O Globo", o escritor estava internado no Hospital Copa D'Or, na Zona Sul do Rio, por complicações pulmonares. A partir de um quadro de pneumotórax, Gullar desenvolveu uma pneumonia.

Nascido José de Ribamar Ferreira em São Luís (MA), em 10 de setembro de 1930, Ferreira Gullar cresceu em sua cidade natal e decidiu se tornar poeta na adolescência. Com 18 anos, passou a frequentar os bares da Praça João Lisboa e o Grêmio Lítero-Recreativo da cidade. Aos 19 anos, descobriu a poesia moderna depois de ler Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

O perfil de Gullar no site da ABL informa que, inicialmente, o escritor "ficou escandalizado com esse tiop de poesia", mas mais tarde aderiu ao estilo, tornando-se "um poeta experimental radical". Certa vez, ao comentar o período, afirmou: "Eu queria que a própria linguagem fosse inventada a cada poema".

Ferreira Gullar durante posse na Academia Brasileira de Letras (ABL) no centro do Rio de Janeiro, em 2014 (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/AE) Ferreira Gullar durante posse na Academia Brasileira de Letras (ABL) no centro do Rio de Janeiro, em 2014 (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo/AE)

Nessa época, trabalhou no volume de poesia "A luta corporal" (1954), que o lançou no cenário nacional. Essa obra que resultou de "uma implosão da linguagem poética" é associada ao surgimento da poesia concreta. Gullar, porém, romperia com o grupo mais tarde, passando a fazer parte do movimento neoconcreto, ao lado de artistas plásticos e poetas do Rio.

Foi Gullar quem escreveu o manifesto que marcou o marcou a aparição, em 1959, do movimento neoconcreto, do qual também foram expoentes artistas como Lygia Clark e Hélio Oiticica. No mesmo ano, saiu o ensaio "Teoria do não-objeto", outro texto fundamental do movimento.
Dentre as obras neoconcretas de Gullar, destacaram-se o "livro-poema", o "poema espacial" e "poema enterrado".

Derradeiro trabalho neoconcreto do poeta, este último consistia de uma sala que ficava no subsolo do espaço de exposição. A ela, chegava-se por uma escada. Quem "entrava" no poema encontrava lá embaixo um cubo vermelho. Dentro dele, um cubo verde. E dentro deste, um outro cubo, branco, onde se lia em uma das faces a palavra "rejuvenesça".

Depois do "poema enterrado", Gullar se afastou do movimento e se envolveu com política, tema de seus trabalhos seguintes. Ingressou no partido comunista e passou a militar contra a ditadura militar. Chegou a ser preso e a viver na clandestinidade. Fugiu do país, passando por Moscou, Santiago, Lima e Buenos Aires.

Durante o exílio na capital argentina, escreveu sua obra-prima: "Poema sujo" (1976). Trata-se de um poema com quase 100 páginas que teve ótima recepção. Foi traduzido para diversas línguas.
Dossiê: Ferreira Gullar comenta internação de portadores de doenças mentais

Gullar só voltou ao Brasil em 1977, onde foi novamente preso e também torturado. Conseguiu ser solto depois de pressão internacional e trabalhou na imprensa do Rio e como roteirista de TV.
No país, lançou "Na vertigem do dia" (1980) e a coletânea "Toda poesia". Também artista plástico e crítico, escreveu "Etapas da arte contemporânea" (1985) e "Argumentação contra a morte da arte" (1993).

Veja, abaixo, os livros publicados por Ferreira Gullar
Poesia
"Um pouco acima do chão" (1949)
"A luta corporal" (1954)
"Poemas" (1958)
"João Boa-Morte, cabra marcado para morrer" [cordel] (1962)
"Quem matou Aparecida?" [cordel] (1962)
"A luta corporal e novos poemas" (1966)
"Por você, por mim" (1968)
"Dentro da noite veloz" (1975)
"Poema sujo" (1976)
"Na vertigem do dia" (1980)
"Crime na flora ou ordem e progresso" (1986)
"Barulhos" (1987)
"Formigueiro" (1991)
"Muitas vozes" (1999)
Crônica
"A estranha vida banal" (1989)
Infantil e juvenil
"Um gato chamado gatinho" (2000)
"O menino e o arco-íris" (2001)
"O rei que mora no mar" (2001)
"O touro encantado" (2003)
"Dr. Urubu e outras fábulas" (2005)
Conto
"Gamação" (1996)
"Cidades inventadas" (1997)
Memória
"Rabo de foguete" (1998)
Biografia
"Nise da Silveira" (1996)
Ensaio
"Teoria do não-objeto" (1959)
"Cultura posta em questão" (1965)
"Vanguarda e subdesenvolvimento" (1969)
"Augusto dos Anjos ou morte e vida nordestina" (1976)
"Uma Luz no Chão" (1978)
"Sobre Arte" (1982)
"Etapas da Arte Contemporânea: do Cubismo à Arte Neoconcreta" (1985)
"Indagações de Hoje" (1989)
"Argumentação Contra a Morte da Arte" (1993)
"Relâmpagos" (2003)
"Sobre Arte, sobre Poesia" (2006)
Teatro
"Se Correr o Bicho Pega, se Ficar o Bicho Come" (1966), com Oduvaldo Vianna Filho
"A saída? Onde fica a Saída?" (1967), com Antônio Carlos Fontoura e Armando Costa
"Dr. Getúlio, Sua Vida e Sua Glória" (1968), com Dias Gomes
"Um rubi no umbigo" (1978)

"O Homem como Invensão de si Mesmo" (2012)

Poesia - De açucenas e rosas misturadas


 Alvarenga Peixoto

De açucenas e rosas misturadas
não se adornam as vossas faces belas,
nem as formosas tranças são daquelas
que dos raios do sol foram forjadas.

As meninas dos olhos delicadas,
verde, preto ou azul não brilha nelas;
mas o autor soberano das estrelas
nenhumas fez a elas comparadas.

Ah, Jônia, as açucenas e as rosas,
a cor dos olhos e as tranças d'oiro
podem fazer mil Ninfas melindrosas;

Porém quanto é caduco esse tesoiro:
vós, sobre a sorte toda das formosas,

inda ostentais na sábia frente o loiro!